Confira 5 irmãos que devem brilhar na Rio 2016

1- JAMIE E ANDY MURRAY — GRÃ-BRETANHA

O tenista Andy Murray disputou o torneio individual, o de duplas masculino e o de duplas mistas em Londres 2012. Chegou à final em duas delas, conquistando um ouro no individual e uma prata nas duplas mistas. Caiu na primeira fase justamente com seu irmão Jamie, parceiro do tenista brasileiro Bruno Soares em alguns torneios do circuito mundial. Andy e Jamie chegam ao Rio tentando chegar mais longe do que chegaram em 2012. Andy vive grande fase no individual e Jamie cresceu muito de quatro anos para cá, conquistando importantes títulos de Gram Slam. Na Rio 2016, podem surpreender. (Confira a análise completa do tênis olímpico clicando aqui)

2- ALISTAIR E JONATHAN BROWLEE (GRÃ-BRETANHA)

Os dois irmãos ingleses Alistair e Jonathan Browlee tiveram um desempenho fantástico no triatlo quatro anos atrás, em Londres, ao conquistar as medalhas de ouro e bronze, respectivamente. Alistair, mais velho, conseguiu superar o irmão mais novo diante da torcida dos pais. Eles estarão na Rio 2016 e tem chances de conseguir bons resultados, com possibilidade até de fazer uma dobradinha (confira a análise do triatlo aqui)

3 — SONNY B E NIALL WILLIAMS

Sonny B Williams é um rosto muito conhecido no mundo do rugby. Na versão de 15 jogadores, mais popular ao redor do mundo, foi campeão mundial com a Nova Zelândia em 2015. Decidiu ajudar a equipe All-Black na disputa do Rugby de Sete, que retorna ao programa olímpico após mais de 100 anos. Sua irmã mais nova Niall também virá ao Rio e também disputará o rugby de sete. Ambos tem boas chances de voltar com duas medalhas de ouro para casa. (confira a análise da modalidade aqui

4- MARTINE E MARCO GRAEL (BRASIL)

Torben Grael é um dos maiores medalhistas olímpicos da história do Brasil. Hoje em dia não compete mais, mas tem a satisfação de ver os filhos brilhando em seu lugar. Marco (no sofá) e Martine (à direita na foto) continuam a tradição familiar na Vela e estarão presentes nas águas da Baía de Guanabara em busca de medalhas. Marco competirá com Gabriel Borges na classe 49er e Martine estará ao lado de Kahena Kunze (à esquerda na foto). As duas últimas são uma das grandes esperanças de medalha do Brasil. (confira aqui a análise da Vela na Rio 2016)

5 — ARIANNA E ALESSANDRA PERILLI (SAN MARINO)

O tiro esportivo tem duas irmãs que competirão uma contra a outra na Rio 2016. As atletas de San Marino Alessandra e Arianna Perilli, de 28 e 38 anos, competirão na prova da fossa olímpica para mulheres. Arianna, apesar de mais velha, estreia em Jogos Olímpicos. A mais nova, Alessandra, competiu em Londres 2012 e ficou na quarta colocação. Ela está bem em 2016 e pode entrar para a história ao conquistar a primeira medalha olímpica do pequeno país europeu.

crédito das imagens — reprodução facebook


Originally published at torcedores.com on August 4, 2016.