Opinião: Abertura do Rio 2016 dá uma lição em quem só quer falar mal do Brasil

Getty Images

O Brasil tem milhões de problemas, pouquíssimas pessoas com poder pensando em soluções de verdade para eles, vive uma crise econômica e política terrível, instabilidade em várias áreas, deve ao seu povo na Saúde, Educação e Segurança, sem falar de outras áreas. Verdade. Mas não é o pior lugar do mundo, como alguns brasileiros gostam de pintar por aí.

LEIA MAIS
 VANDERLEI CORDEIRO DE LIMA ACENDE A PIRA OLÍMPICA NO MARACANÃ; ASSISTA

A abertura dos Jogos Olímpicos do Rio de Janeiro, nesta sexta-feira (5), foi uma lição para aqueles que só querem falar mal pelo prazer de falar mal. Criticaram escolhas de atrações musicais, usaram a feia abertura da Copa do Mundo de 2014, no Brasil, para sugerir que a cerimônia olímpica seria da mesma qualidade — quando, na verdade, quase toda abertura de Copa é horrível.

O Rio deu um show para o mundo ver. E não é surpreendente para quem busca conhecer de verdade as possibilidades e qualidades do nosso país. Quem viu a abertura dos Jogos Pan-Americanos de 2007 sabia que a capital fluminense não costuma fazer feio quando o assunto é espetáculo.

Sério mesmo que alguém imaginava uma cerimônia de baixa qualidade em uma cidade que constrói um carnaval todos os anos? Com 12 escolas de samba que podem ser consideradas como “elite da elite” com suas alegorias e adereços? Saibam que os desfiles da segunda divisão do carnaval carioca, a Série A, é superior a qualquer primeira divisão do resto do país.

E na abertura do Rio 2016 quem estava lá? Claro, as escolas de samba do Rio de Janeiro. Além disso, temos talentos como Fernando Meirelles. Não dá para acreditar que alguém realmente achava que o Brasil faria feio. Demos um show para o mundo. Dizer que foi a melhor abertura da história depende muito de gostos, mas não demos brecha para ninguém falar mal.


Originally published at torcedores.com on August 6, 2016.