Escola de Dados: faça parte da rede mundial de alfabetizadores de dados

Por Marco Túlio Pires*

A Escola de Dados é uma rede de organizações que levam o conhecimento do fluxo de trabalho com dados para jornalistas e ativistas. O nosso principal objetivo é que o uso de dados em redações e organizações não-governamentais se torne uma regra. É um caminho longo, mas profundamente recompensador.

Temos a certeza de que o trabalho da Escola é guiado por algo que realmente acreditamos, com o objetivo de provocar mudanças no ativismo e jornalismo mundiais. A gente se diverte muito enquanto trabalha com a rede e temos uma equipe realmente apaixonada pelo que faz. Isso é um privilégio difícil de se subestimar. Além disso, percebemos o quanto o nosso jornalismo e as organizações da sociedade civil precisam se capacitar para aumentar o impacto das suas atividades. É muito gratificante a noção de que você está ajudando determinado grupo a sair de um lugar A e chegar até outro lugar B. Essa travessia é transformadora.

Um dos nossos maiores desafios é quebrar o modelo mental de que o trabalho com dados é uma coisa chata e arrastada. Trabalhamos duro para trazer uma metodologia leve, acolhedora, tratando questões que normalmente são muito áridas ou opacas para jornalistas e ativistas. Feita essa quebra, conseguimos falar de coisas bem básicas e vamos abrindo as portas. Fazemos isso por meio dos nossos fellows e por meio dos inúmeros eventos que nossos membros organizam ao redor do mundo.

Esse trabalho é importante porque já chegamos num ponto de inflexão. Todas as áreas do conhecimento acabam, de uma forma ou de outra, passando pelo fluxo de trabalho com dados. É assim que medimos, conhecemos, avaliamos, identificamos erros e melhoramos as nossas iniciativas. Sem dados que informem nossas decisões, ficamos reféns da subjetividade e das vontades correntes.

A Escola de Dados é um projeto que está crescendo cada vez mais. Estamos em um processo de aumentar a autonomia do programa na plataforma internacional. Também vamos fazer uma atualização da nossa marca e marcar uma presença importante na Conferência Internacional de Dados abertos, em Madri, em outubro. Nossos maiores desafios estão ligados à produção de conhecimento que é relevante em diferentes contextos e na forma como a nossa rede compartilha o conhecimento. Estamos constantemente trabalhando para melhorar nossos canais e processos.

Todos podem participar da Escola de Dados. Entre no nosso site e saiba como contribuir!

….

Marco Túlio Pires é Conselheiro Consultivo da Open Knowledge Brasil. Jornalista e programador, com passagem pelas Universidade de Michigan e Universidade Georgetown. Foi Coordenador de Telejornais na TV Globo e repórter de Ciência de VEJA. Cofundou o J++ São Paulo, a primeira agência de jornalismo de dados do Brasil, e também escreveu o primeiro guia de dados abertos para o governo de São Paulo, com apoio do W3C Brasil, embaixada britânica e Secretaria de Planejamento. Participou da fundação da Escola de Dados no Brasil e hoje coordena a rede global da School of Data, presente em 12 países. Contato: mtrpires@gmail.com