Monnaliza Medeiros
Dec 28, 2018 · 8 min read

Neste texto irei compartilhar uma experiência marcante: sobre como conseguimos mais de 1.7 milhões de visualizações para a marca em menos de um mês, utilizando poucos recursos. Trabalhando na startup Outgo, desenvolvi algumas estratégias interessantes enquanto analista de marketing. Caso você não tenha visto o texto anterior em que contei a minha trajetória na empresa, poderá conferir clicando aqui.

Esse ano começamos a dar mais atenção para o Instagram, pois em 2018 ele se tornou a principal rede social para interações entre pessoas e marcas no Brasil. Graças à introdução da funcionalidade stories, tradicional do finado Snapchat, agora é possível ter uma aproximação bem mais completa dos produtores com a audiência, entregando um conteúdo mais rico em informações no feed e mais intimista nos stories.

No inicio essa mudança rendeu vários memes e desconfianças, porém hoje já não restam dúvidas de que foi um verdadeiro divisor de águas e levou o App para um outro patamar. A adesão dos usuários no Instagram Stories foi imensa, diferentemente dos stories no Facebook e WhatsApp, que ninguém nem lembra que existe.

As funcionalidades dos stories foram surgindo aos poucos, uma novidade de cada vez, e a cada dia que passa mais recursos vêm surgindo. Durante essa evolução, teve uma integração que foi ansiosamente aguardada e muito requisitada pelo público desde o inicio, algo que permitia deixar o conteúdo dos produtores mais divertido e envolvente: os tão adorados GIFS.

Vivendo em uma nação conhecida internacionalmente pela alta capacidade criativa e produtiva de gerar memes, sendo boa parte animados, os brasileiros enlouqueceram com a nova possibilidade de incluir Gifs nos seus stories. E sabendo que o público-alvo da sua empresa pode ser um potencial consumidor de memes, sua marca pode e deve se apropriar dessa informação para criar um conteúdo mais interessante.

O poder dos Gifs para sua marca e aplicações:

Eu já conhecia o Giphy de outros carnavais e entedia sua função na terra, mas foi apenas no final de novembro desse ano que identifiquei nele a oportunidade de popularizar o mascote da Outgo, o Otto — Veja o texto que fizemos sobre a criação do nosso mascote.

Viralizar na internet não é uma tarefa fácil e o material de entrega tem que ser assertivo. Não existe uma fórmula secreta, porém é possível identificar alguns padrões que ajudam uma ideia a disseminar na rede.

Solicitei a inscrição da Brand Outgo (mais abaixo ensino como fiz) no dia 05 de dezembro de 2018 e, em menos de 20 dias, já alcançamos números surpreendentes: 1.7 milhões de visualizações. Confira o nosso perfil no Giphy clicando aqui.

A ideia era fazer as pessoas interagirem com o Otto e incluí-lo em suas experiências. Se tratando de Instagram Stories, é preciso observar que as pessoas estarão associando a imagem delas com o seu conteúdo, então é de extrema importância que você desenvolva uma ilustração agradável e aplicável, que realmente faça sentido para elas usarem. Como na Outgo nós temos um ilustrador e animador na equipe, a produção desse conteúdo foi bem tranquila.

Antes de colocar o conteúdo online, é muito importante analisar o comportamento das pessoas que te seguem ao utilizarem os stories: O que elas mais postam? Comida, festas, encontros de família…?

O público da Outgo em sua maioria é amante de música, pois, atualmente, vendemos mais eventos musicais. Então é comum vermos stories dos seguidores em festas, postando alguma música nova, foto de ingressos de festas que vão no final de semana, e por aí vai. Sabendo disso, desenvolvemos Stickers que se encaixam com esse tipo de conteúdo e o resultado foi surpreendente.

Algumas aplicações:

Tá, mas como isso ajuda a minha marca?

Marketing de conteúdo apostando no efeito “Aha”, que consiste em desenvolver algo muito bom, que as pessoas conheçam primeiro, achem muito legal de usar e que depois se interessem em saber mais sobre você ou descubram que foi você que fez. E aí vem o “Ahaaa, entendi o que essa marca fez. Irado!”.

Se você já tem uma boa base de seguidores, a sacada está em promover um engajamento mais intimista com a sua marca. Um bom exemplo de quem fez isso no Brasil foi o Nubank, que criou uma linha de Gifs para seus clientes usarem no Halloween e outra para divulgar a funcionalidade dos “esquecidinhos”. Eles também conseguiram ótimos números, obtendo 1.2 milhões de views. Confira o perfil do Nubank clicando aqui.

Gostei! Mas como eu posto Gifs personalizados no Instagram?

Primeiro é importante saber que a plataforma utilizada nessa integração é a Giphy, o banco de Gifs mais famoso do mundo. Para suas criações aparecerem na busca do Giphy, e consequentemente no Instagram, é necessário:

1º Inscreva-se como BRAND na plataforma clicando aqui.

O retorno da requisição pode levar algo em torno de 5 dias.

Essa aplicação é necessária para que a plataforma entenda que você quer ser um criador público e assim recomendar suas criações nas buscas dos usuários.

2º Após sua conta ser aprovada, poste no mínimo 5 Gifs.

É importante ressaltar que para seus Gifs aparecerem no stories, eles precisam ter o fundo transparente! Você pode postar animações com fundo, porém tendo em mente que eles serão usados para outras finalidades. Os Gifs com fundo transparente são considerados Stickers e é por isso que eles aparecem na busca do Insta.

O Instagram usa os Stickers do Giphy, não Gifs!

Do lado esquerdo, um exemplo de GIF — com fundo. Do lado direto, um exemplo de Sticker-sem fundo.

Os Gifs com fundo, 100% preenchidos, são os Gifs “normais”.
Você nunca verá um Gif normal, como são os memes por exemplo, no Instagram, pois eles utilizam apenas os Stickers. Já com o Facebook é justamente o oposto, se você quiser aparecer no face terá que postar uma versão da animação com fundo. A princípio me questionei porque não era permitido, já que a possibilidade de colocar memes famosos nos stories me parecia bem legal. Porém, após refletir, percebi que faz bastante sentido, pois figuras sem fundo ornam muito mais com o conteúdo, já que não possuem as pontas quadradas das margens da imagem. Você consegue trabalhar para que a peça se torne parte do conteúdo e não parecer que é uma intrusa ali, possibilitando que o material tenha mais qualidade.

Para essa etapa não faz diferença se você colocar 5 Gifs e/ou Stickers.

Mas por que eu preciso postar 5 peças? O suporte do Giphy irá analisar manualmente sua conta para dar a aprovação e por isso eles precisam entender que vale a pena o esforço e também precisam ver que seu conteúdo está devidamente classificado (Ex: +18 ou livre) e dentro das normas da plataforma.

3º Solicite a verificação da sua conta pelo e-mail: partnerships@giphy.com

Observação importante: É preciso que o e-mail seja escrito todo em inglês, pois o suporte da plataforma é neste idioma. Eles pedem que você envie seu nome de usuário e e-mail associado à conta.

4º Após solicitar a verificação, eles terão mais 7 dias, aproximadamente, para liberar a aprovação e, uma vez que receba sua aprovação, poderá levar até 24h para seus Gifs e Stickers aparecerem na busca do Instagram.

Dicas:

1- Invista em um profissional para produzir seu material.
Fazer ilustrações e animações é uma tarefa difícil para quem não é profissional e a qualidade do material precisa ser ótima para que as pessoas queiram usar. Existem inúmeros aspectos que envolvem traços, cores, expressões de personagem, etc. que só quem é da área conseguirá se atentar para isso. Se a sua empresa tiver condições, não hesite em contratar uma agência ou um freelancer de animação e ilustração para fazer seu conteúdo.

2- Utilize um número razoável de Tags.

As Tags é que irão ajudar a distribuir seu conteúdo, então seu material só será exibido se tiver as marcações corretas. Procure palavras relacionadas com o tema da animação e não tenha medo de ser feliz.

3- Utilize as Tags para segmentar o público de acordo com o conteúdo postado.

Um erro bastante comum que algumas pessoas cometem é de criar um único grupo de tags e utilizá-lo em todas as postagens. É preciso entender que no Giphy o público procura por figuras especificas, então não adianta você adicionar uma tag que não tem nada a ver com a animação. Não coloque “Fita crepe” em um Gif de dois cachorros brigando se não tiver uma fita crepe no meio, pois só irá atrapalhar o usuário.

PS: Se for o nome da sua empresa ou uma palavra especifica que vá ajudar os seus seguidores a encontrar todos os seus posts, não tem problema.

4- Tags em inglês e português.

O Giphy é mais famoso no exterior, por isso a maioria do conteúdo está em inglês. Sendo assim, as pessoas já entenderam que para encontrar mais variedade de stickers é preciso buscar também em inglês. Não tem problema em colocar a palavra nos dois idiomas: você pode usar “Óculos” e “Glasses”, por exemplo.

5- Coloque o nome da sua marca e/ou mascote como uma Tag, assim fica mais fácil para achar a sua coletânea.

6- Lembre-se de deixar o fundo transparente!

Seu Gif só aparecerá na busca do Instagram Stories se ele for um Sticker, como eu falei mais acima, sem fundo!

7- Poste opções de Gifs com fundo também.

Se você pretende usar seu material em outras plataformas, como o Facebook que usa Gifs e não Stickers, será necessário fazer o upload das duas maneiras. É um detalhe que tomará 1 minuto a mais do tempo do designer, mas ajudará sua marca a aparecer e ser aplicável em muito mais plataformas!

Esse esforço todo vale a pena mesmo?

Sim! Vale a pena tirar um tempo para investir no seu perfil do Giphy e produzir seu próprio material, pois o que você postar lá, Gifs e Stickers, servirá para outras plataformas como Twitter, Pinterest, Tumblr, etc. Você poderá linkar facilmente seus gifs no Medium pra deixar seus textos mais divertidos, por exemplo, ou enviar aquele e-mail marketing mais descontraído para a sua base de clientes. O Facebook também usa a integração com o Giphy e você pode responder os comentários das suas postagens com um Gif que tem a cara da sua empresa. Muito legal, não é?

Até a próxima!

Outgo

Trazemos diversão e praticidade pro universo dos eventos e ingressos. Lançamos o primeiro app do Brasil a permitir uma gestão 100% mobile de ingressos, em que se pode fazer tudo sem depender de terceiros e de ter que sentar na frente de um computador. Já tava na hora né?

Monnaliza Medeiros

Written by

Empreendedora desde criança. Apaixonada por causas sociais, compartilhar conhecimento, conectar pessoas e oportunidades.

Outgo

Outgo

Trazemos diversão e praticidade pro universo dos eventos e ingressos. Lançamos o primeiro app do Brasil a permitir uma gestão 100% mobile de ingressos, em que se pode fazer tudo sem depender de terceiros e de ter que sentar na frente de um computador. Já tava na hora né?

Welcome to a place where words matter. On Medium, smart voices and original ideas take center stage - with no ads in sight. Watch
Follow all the topics you care about, and we’ll deliver the best stories for you to your homepage and inbox. Explore
Get unlimited access to the best stories on Medium — and support writers while you’re at it. Just $5/month. Upgrade