Páginas do diário da Mad

05/06/2016

Você poderia me dizer o que aconteceu antes, durante e depois? O que vai acontecer agora? Já fiz essas mesmas perguntas ao meu gato, ele me olhou como se entendesse de fato e voltou a dormir.

Descobri o espelho, perguntei a mim mesma e a única resposta que tive foram dois olhos pequenos me fitando sarcasticamente. Essa sempre foi minha expressão? As perguntas estão vazando pelo quarto. Abri o guarda-roupas e tudo me fazia pergunta sobre o meu, sobre o nosso futuro?!

Mas que futuro é esse meu Deus, não sei o que sou agora, não sei nem se sou e nem se existe um agora em que eu me encaixe.

Me diga, é esse o problema? Costure a minha boca se preciso for mas não faça com que eu viva dentro de você no cemitério que acabou de construir.