Se você divide sua casa e sua vida com alguém, seja um parceiro, cônjuge, filhos, pais, irmãos, etc, e já tentou iniciar um projeto que exige seu tempo e atenção, deve ter percebido o impacto que eles tem na execução de qualquer coisa (positivo ou negativo).

Projetos como: montar um empresa/startup, passar num concurso/seleção, aprender uma nova língua, fazer trabalhos extras e poupar dinheiro para sua viagem para outro pais, etc

Passei por isso quando comecei a estudar para concursos, quando fundamos a empresa de jogos de tabuleiro, e em vários outros momentos.

Eu comento abaixo um resumo dos principais passos que lembro ter utilizado nessas situações.

1. Escreva para você mesmo a importância desse projeto

Ponha no papel! Pode ser num caderno, agenda, celular, pode ser até um rascunho, mas escreva!

  • O que você espera alcançar
  • Quanto tempo e recursos isso vai te custar
  • Como trabalhar nesse projeto vai impactar você positivamente hoje, quais benefícios ele te trará
  • Como trabalhar nesse projeto vai impactar você positivamente no futuro ( o futuro pode ser daqui um ano ou daqui 5 anos, conforme o tipo de projeto)

E o mais importante: feche os olhos e se imagine bem velhinho, seja o seu “eu” do futuro.

Imagine que seu projeto foi um sucesso.

O quão grato você está com o seu “eu” do passado por ter gasto uma parte de sua vida para completar isso, ao invés de se divertir, ver seriados de TV, namorar, etc?

PS: se o seu eu velhinho não estiver feliz com o resultado do projeto e te der a entender que preferiria que você tivesse investido o tempo em outra coisa, é melhor repensar as prioridades…

Você não precisa mostrar essas respostas para ninguém.

Elas servem para que você tenha mais seguro na sua mente a importância do seu projeto, no momento de explicar para os outros.

E também para que você reflita se é isso que você quer.

2. Entenda o outro lado

Existe um proverbio que diz:

Toda história tem 3 lados. O meu lado, o seu lado, e a verdade!

Nós sempre vamos olhar as coisas de uma maneira particular, que não é a realidade absoluta. Isso vale para você e para seus parentes.

Tenha em mente que eles tem os direitos e razões deles, e que não estão errados!

O seu parceiro(a)/marido/mulher/namorado(a), se te ama, tem uma vontade de passar tempo com você. De estar junto, de viver momentos felizes, de guardar experiências.

Porque boas memórias são um dos ativos mais importantes e valiosos que vamos levar até o fim da vida. Todo o resto passa.

Então, tente ver o lado do outro. Imagine que o outro é o maior investidor no seu projeto, porque se não te apoiar, vai ser muito mais difícil de você realizar qualquer coisar.

Tenha em mente que o tempo é o maior ativo que o outro tem, vale mais de um milhão. (Quanto vale o seu tempo?)

Então entenda que ao pedir que te apoiem e abram mão de passar o tempo da maneira que queriam inicialmente, você está pedindo para abrirem mão do maior ativo dele.

É mais ou menos como se pedisse para ele te dar um milhão… Com a diferença que um milhão pode ser recuperado depois, e o tempo não.

3. Sente e explique!

Bom, agora é a hora de sentar e bater um papo.

Você já tem em mente o seu projeto e também entende como é alto o custo quando você pede que um parente/conjuge te dê tempo e te apoie no seu projeto.

Sente e explique a importância disso para você.

Explique que o apoio do outro é fundamental, que você precisa disso para ter sucesso.

Vou te ser sincero, essa é a parte mais difícil!

E eu nem vou escrever um monte de dicas aqui, porque na prática é uma conversa muito pessoal e que varia muito de caso a caso.

Mas tenha em mente: o retorno que uma pessoa que gosta de você espera é amor e o tempo de qualidade, e não dinheiro.

Então se a motivação do seu projeto for apenas financeira, é algo mais difícil de explicar e conseguir apoio.

Deixe as coisas tangíveis. Dinheiro é uma ferramenta.

O que você realmente quer (e que pode precisar de dinheiro para obter): liberdade, conhecimento, aventuras, experiências, etc.

4. Defina seus limites

Defina limites para você!

Explique que vai trabalhar até tantas horas por dia/ semana nesse projeto, e que nos outros horários você estará com ele/ela/eles.

Separe nem que seja uma pequena parte para coisas importantes, como o aniversario de 80 anos do pai/avô. O dia das mães/namorados.

Você não precisa estar o dia todo. Apenas um pequeno tempo já basta.

Não gaste 100% do seu tempo sozinho no seu projeto.

A vida passa rápido, e há momentos e pessoas que não voltarão mais…

5. Em casos extremos: suborne!

Quando eu iniciei meus estudos para concursos, morava em um apartamento com minha mãe e mais 3 irmãos, todos mais novos.

Se você ja teve irmãos mais novos e adolescentes, sabe que dizer frases como

  • “Preciso de apoio”
  • “Esse projeto é importante para minha vida”

Muito provavelmente irão ter o mesmo efeito de dizer: “Está chovendo hoje né?”

Pois eu virei para eles e disse: “Se colaborarem e eu passar no concurso, eu dou o meu XBOX 360 para vocês”

Tiro e queda!

Toda vez que eu avisava que ia iniciar os estudos eles abaixavam o som, paravam de cantar, saiam para a rua, não levavam amigos para casa…

E mais, toda hora viravam para mim e diziam: “tu não vai estudar?”

Resultado: passei na seleção e dei o videogame…

PS: sempre cumpra a promessa, se não essa técnica só funcionará uma vez.


Esse texto faz parte das publicações do Pílulas de de Produtividade. Conheça também o projeto "Dobre sua produtividade em 5 dias".