Arqueofotografia
de territórios contemporâneos

Oficina com o coletivo SC02 no 11º Paraty em Foco


Por Julio Boaventura Jr e Manuela Rodrigues


O coletivo SC02 realizará a oficina
Arqueofotografia de territórios contemporâneos
nos dias 23 a 27 de setembro durante o 11º Paraty em Foco.
Inscreva-se já!

O coletivo SC02 (Circular 02) formado pelo casal de artistas visuais André Hauck e Camila Otto, apesar de sua trajetória recente, apresenta uma linha de trabalho consistente e bem particular que mistura ciência e arte, propondo deslocamentos multidisciplinares a partir do olhar do cotidiano, do pessoal e dos espaços.

“Acho que esse limiar entre a arte e a fotografia é quase que o mesmo entre a ciência e a fotografia. E pensando nisso acabamos indo pra outras áreas carregando essa interrogação, esses limiares entre as linguagens.” Camila Otto
Processo AR

Oficialmente o coletivo surge em 2012, durante uma residência artística que fizeram em Buenos Aires, e que deu origem a série “Processo AR”, uma documentação sob um viés mais cotidiano e plástico dos bairros próximos ao local da residência. No ano seguinte, ao participarem de outra residência, no JA.CA (Jardim Canadá Centro de Arte e Tecnologia) em Belo Horizonte, e desenvolveram o “Inventariar”: projeto pseudocientífico, no qual coletaram objetos descartados e em desuso para propor uma resignificação dos mesmos a partir de um estudo arqueológico ficcionalizado desses objetos.

“Queríamos falar da identidade desses lugares que transitamos e não percebemos, propondo um olhar mais atento. Então começamos a coletar os objetos que eram quase inexistentes para os transpor do cotidiano para o patamar da arte.”
André Hauck
Inventariar

Além da série de fotografias, o projeto que teve duas fases, uma realizada no bairro Jardim Canadá de Belo Horizonte e outra em Salvador, na Feira de São Joaquim, deu origem a um livro de tombo onde constam todas as informações das coletas.

Inventariar

Esse mesmo processo foi realizado também durante o E.CO 2014 — Encontro de Coletivos Iberoamericanos, realizado na cidade de Santos e apresentado em uma exposição coletiva no Sesc da cidade.

“A ideia principal da proposta é mapear através dos objetos. Trazer essa fotografia still, mais técnica e metodológica, para um lado mais conceitual, para deslocar conceitos e retomá-los através da linguagem da arte contemporânea.”
André Hauck

Outra questão também trabalhada no processo é a da autoria, já que a partir da metodologia estabelecida não é possível reconhecer traços de diferentes fotógrafos.

“No fim o trabalho essencialmente tem uma autoria coletiva, porque quando você faz uma fotografia still não importa se fui eu ou outra pessoa que tirou, ela vai ficar com uma cara impessoal e portanto indistinguível.”
Camila Otto

Agora no 11º Paraty em Foco, durante a oficina Arqueofotografia de territórios contemporâneos, o casal traz essa mesma proposta ampliando estendendo a participação coletiva a todos os participantes envolvidos.

Durante os três dias de imersão além de saber mais sobre o processo de criação do coletivo e suas diferentes formas de relação com as imagens, vão ser parte de um novo mapeamento de objetos coletados pela cidade de Paraty, e ainda terão como produto final um fotolivro coletivo a ser exibido no encerramento do festival, juntamente com as outras oficinas.

“Queremos convidar os participantes a discutir e participar de um processo criativo de reconhecimento desse território e a partir dos objetos desenvolver um trabalho coletivo conceitual, do qual todos se sintam tão autores quanto nós mesmos.” André Hauck

A oficina Arqueofotografia de territórios contemporâneos faz parte da Estação de Trabalho do 11º Paraty em Foco — uma nova experiência do festival, que abre espaço para o desenvolvimento de projetos criativos desde a concepção até um produto final. Este projeto será lançado na tarde de domingo, data de encerramento do festival, ao lado das demais oficinas que fazem parte da Estação de Trabalho.

Vai ficar de fora dessa experiência?
Inscreva-se já, as vagas são limitadas.


A edição do blog do 11º Paraty em Foco
é de Érico Elias e do
Oitenta Mundos .

Like what you read? Give Estúdio Madalena a round of applause.

From a quick cheer to a standing ovation, clap to show how much you enjoyed this story.