Roma proíbe “gladiadores” em sítio histórico do Coliseu

Prefeita da capital italiana quer garantir a segurança dos turistas e a “dignidade” do patrimônio tombado pela Unesco

Foto: Alessia Pierdomenico/Reuters

A atividade é comum pelo mundo todo. Em Salvador, basta botar o pé no pelourinho e uma baiana aparece disponível para tirar uma foto. Depois do flash, vem o valor da contribuição amiga em troca do registro feito.

Em Buenos Aires, são os casais do tango que tomam conta do Caminito, com muitas possibilidades de poses. Só com o homem e a cara mais sensual que ele possui, só com a mulher e a perna dela enlaçada na sua, ou até ensanduichado pela dupla. Posou, pesou.

Em Roma, os mais famosos são os gladiadores em volta do Coliseu, armados e prontos para encenar as batalhas. Porém, a prefeitura da capital italiana acaba de proibir “qualquer tipo de atividade que envolva fotos ou vídeos de pessoas vestidas como personagens históricos em troca de dinheiro” na área tombada pela Unesco.

No decreto, a prefeita afirma que a prática é “prejudicial para o decoro da cidade”, já que os personagens usam trajes “fantasiosos” e não adequados às características históricas. Virgínia Raggi também ressalta que a segurança fica em risco, uma vez que o número de profissionais tem crescido e que alguns são “inoportunos, insistentes e, às vezes, agressivos”.

Também está proibido o transporte de pessoas em riquixás, os famosos “tuk tuk”, motorizados ou não.

Foto: Get Your Guide

As duas proibições são consideradas “urgentes” e valem até 30 de julho de 2017 e a multa prevista para quem descumprir é de 400 euros.

Like what you read? Give Caroline Ribeiro a round of applause.

From a quick cheer to a standing ovation, clap to show how much you enjoyed this story.