Overview sobre economia angolana

País tem mais de 400 anos de relações econômicas com o Brasil

Angola vai ver uma recuperação modesta no crescimento durante os próximos dois anos devido a uma pequena melhora na perspectiva de evolução do setor petrolífero; a inflação muito elevada e um fraco ambiente empresarial vão pesar na produção em outros setores da economia, negando uma recuperação mais abrangente.

O petróleo, dizem, continua a dominar a economia, valendo 95,2% das exportações totais e 70,2% das receitas fiscais em 2016, o que significa que os movimentos no mercado internacional do petróleo vão continuar a ditar a evolução da economia angolana.

A nível financeiro, a análise aponta como ameaças os custos do serviço da dívida externa, com taxas de juro a rondar os dez por cento, o que leva os analistas a preverem que “Angola arrisca-se a entrar em default, se os empréstimos continuarem a este nível ou se a instabilidade política prejudicar as receitas fiscais”.

Angola registou um crescimento de três por cento em 2015, tendo estagnado no ano passado, mas este ano já deve recuperar para os 1,5 por cento.\

One clap, two clap, three clap, forty?

By clapping more or less, you can signal to us which stories really stand out.