Quando foi a última vez que você disse não?

Dizer não é uma arte que requer preparo e resistência, mas é mais que necessário para manter a sanidade no cotidiano.

Mariana Klein B
May 24, 2018 · 4 min read

Quem empreende na área da comunicação digital sabe que, eventualmente, vai aparecer alguém querendo trocar trabalho por visibilidade ou por uma perspectiva de ganhos no futuro — geralmente distante. Já escrevi sobre como lidar com estas propostas aqui.

Mas este post é sobre uma coisa um pouquinho diferente, é sobre os diversos momentos da vida profissional em que decidimos dizer não.

Por que precisamos dizer não?

Primeiramente, em nome da sanidade. A não ser em casos de extrema necessidade, sempre há uma alternativa e você precisa considerar todos os caminhos possíveis para saber se é hora ou não de recusar uma proposta.

Há uma discussão, inclusive, sobre o papel de dizer sim para tudo no contexto das agências e se este comportamento seria um dos responsáveis pelo ambiente muitas vezes tóxico deste mercado, que fica explícito toda vez que alguém cria uma planilha das agências.

Por que é tão difícil dizer não?

Porque quem está do outro lado não está preparado para uma resposta negativa, simples assim. Assumir esta verdade nos ajuda a preparar para duas coisas:

1 — Como a outra pessoa vai reagir? Prepare-se, porque pode ser que o outro diga: ‘OK, que pena’, mas pode ser que o outro crie uma situação desagradável para o portador do não.

2 — Como você vai reagir quando alguém te disser não?Prepare-se, porque pode ser que você ouça o não, e aí o exercício que você vai fazer é um exercício de empatia, com o objetivo de compreender que o mundo não gira em torno do seu umbigo redondinho e que o outro pode não estar disposto a interagir com você naquele momento. Tá tudo bem.

Quando dizer não?

Cada pessoa precisa estabelecer os seus limites, afinal, cada um sabe onde aperta o seu sapato. Saber o seu limite é saber em que situações e condições você consegue entregar o seu melhor para o cliente e ter uma relação saudável que não vá prejudicar a rotina de ninguém.

Mas, se precisar de ajuda, esta lista aqui traz uma ideia de um checklist no momento de tomar decisões (ela foi feita para o contexto acadêmico, mas encaixa bem no empreendedorismo digital), vou traduzir para todo mundo conseguir entender:

O critério de Mydtskov
O nome homenageia um músico de jazz dinamarquês. Para aceitar um projeto você deveria exigir mais de uma das seguintes condições ao mesmo tempo: 1) Boa música (ou um bom projeto), 2) Bom pagamento, e 3) Boas pessoas. Por exemplo: você pode aceitar um bom projeto com pagamento ruim, se ele tiver boas pessoas com quem você pode crescer, mas você não deveria aceitar um projeto ruim com pagamento ruim, mesmo que ele envolva pessoas legais.

A regra de 72 horas
Antes de aceitar um projeto, coloque-o em quarentena por 72 horas. Nada é assim tão urgente, e se você ainda tiver vontade de aceitar depois desse tempo, pode ser que seja mesmo uma boa ideia. Essa regra é especialmente boa quando você se entusiasmar muito com uma ideia e não conseguir pensar claramente.

JOMO
‘Joy Of Missing Out’ é o oposto de ‘Fear Of Missing Out’, ou seja, quando recusar um projeto, pense ativamente sobre o quão mais feliz você é por não estar envolvido naquele projeto. Isso ajuda na tomada de decisão futura.

Conselhos dos mais velhos
Às vezes, ouvir os conselhos dos mais velhos pode ser fundamental. Um pesquisador sênior, Ken Rothman, disse que nunca se arrependeu de dizer não. Se pessoas que chegaram tão longe não se arrependem, pode valer tentar.

Visão
Você (e sua agência) têm uma visão de futuro definida? Este projeto levará você para mais perto desse lugar? Se a resposta for negativa, pode ser momento de repensar.

Comparação com atividades atuais
Antes de aceitar um novo projeto, avalie sua lista de atividades atuais e a de atividades potenciais. O novo projeto é mais interessante ou valioso que os atuais? É importante que ele seja, porque vai tomar tempo e dedicação daqueles em que você já atua.

Lembrança constante
Todos sabemos que precisamos otimizar nosso tempo para poder aproveitar as coisas que realmente são importantes para nós. E muitos de nós precisam de lembrança constante. Uma foto da família em cima da mesa, uma foto de quem você ama na tela do celular e pequenos detalhes assim, podem ajudar a lembrar o que é de fato importante na vida.

E aí, quando foi a última vez que você disse não?

Petit Mídias Sociais

Agência e Escola de Mídias Sociais

Mariana Klein B

Written by

professora, empreendedora, social media analyst, cantora de chuveiro e cozinheira.

Petit Mídias Sociais

Agência e Escola de Mídias Sociais

Welcome to a place where words matter. On Medium, smart voices and original ideas take center stage - with no ads in sight. Watch
Follow all the topics you care about, and we’ll deliver the best stories for you to your homepage and inbox. Explore
Get unlimited access to the best stories on Medium — and support writers while you’re at it. Just $5/month. Upgrade