Baja SAE Brasil: quando estudantes, engenharia, mecânica e protótipos entram em movimento

Na trajetória pelo conhecimento há uma etapa em que é preciso fazer uma grande escolha: definir uma profissão e a área de atuação em que cada um irá se aprimorar ao longo dos anos.

É nessa fase de desenvolvimento — e de algumas incertezas — que incentivamos o interesse de estudantes brasileiros pela engenharia com o programa Baja SAE Brasil. Um projeto que estimula a pesquisa, o aprimoramento, a aprendizagem através dos erros e prepara para o mercado de trabalho.

Equipes de estudantes de diversas universidades do país, desenvolvem protótipos de veículos off road, desde a sua concepção, projeto, construção do carro. Estas equipes participam anualmente de uma competição nacional que promove a avaliação comparativa dos projetos e os vencedores são convidados a participar da etapa internacional, nos Estados Unidos.

O pessoal do Garagem do Bellote e Revista Fullpower, canais digitais especializados em automobilismo, bateram um papo com o coordenador do Baja SAE, Ronaldo Bianchini, e com estudantes envolvidos para conhecer melhor o projeto.

Ronaldo contou para o Renato Bellote, criador do Garagem do Bellote, algumas regras da competição. Os motores dos protótipos, por exemplo, são sempre os mesmos para todas as equipes e, acredite, é um motor de cortador de grama. É na parte mecânica que os participantes têm liberdade para inovar, como na resistência, potência e no desenvolvimento de tecnologias para frenagem. Entenda:

E falando sobre a parte técnica do programa, nada melhor do que escutar quem participa ativamente no desenvolvimento desses protótipos. O estudante de Engenharia Igor Bisnardi, do Centro Universitário FEI, também conversou com Bellote e contou como são divididas as etapas de desenvolvimento dos carros e da competição. Confira:

Igor também conversou com Eduardo Bernasconi, do canal FullPower, e mostrou em primeira mão o carro desenvolvido por ele e sua equipe, apresentando cada detalhe elaborado em seu protótipo: estrutura, motor, freios, amortecedor, câmbio, computador de bordo e muito mais. Veja:

Outro estudante envolvido com o projeto, Guilherme Ripa de Oliveira, também bateu um papo com Bernasconi sobre o projeto realizado por sua equipe, da Universidade Federal do ABC. Além de falar um pouco sobre a sua responsabilidade no projeto, o bajeiro falou sobre as etapas e as possibilidades de inovar na transmissão do motor:

Ronaldo falou ainda ao canal FullPower um pouco sobre a etapa internacional e ressaltou a curiosidade dos americanos com os projetos dos brasileiros.

Para conferir os vídeos na íntegra, acesse: www.petrobras.com.br/naspistas

Mais informações sobre o programa, visite o site do Baja SAE Brasil (www.portal.saebrasil.org.br)

Like what you read? Give Petrobras a round of applause.

From a quick cheer to a standing ovation, clap to show how much you enjoyed this story.