GPS: a tecnologia da bússola moderna

Durante anos, a humanidade usou os astros, como o Sol e as estrelas, para se orientar. No século 15, a utilização da bússola facilitou a vida de quem precisava chegar a lugares distantes e desconhecidos. Foi a era dos grandes descobrimentos. O instrumento precisa de pouca tecnologia para funcionar: uma agulha magnetizada é influenciada pela ação magnética dos polos da Terra e indica sempre o Polo Norte.

A evolução dos mapas e a criação das linhas de latitude e longitude, aliadas à conquista espacial, possibilitaram o surgimento da bússola moderna: o GPS (Sistema de Posicionamento Global, na sigla em inglês). Desenvolvido pelo Departamento de Defesa dos Estados Unidos e antes restrito apenas aos militares, o mecanismo virou item quase indispensável no dia a dia, principalmente nas grandes cidades.

Hoje, além de indicarem o caminho, alguns dispositivos mostram também a rota mais curta, a de menos trânsito e se há algum problema durante o percurso. Tudo isso em tempo real e graças ao compartilhamento instantâneo de informações.

Quando ativado, um aplicativo de geolocalização no celular consegue identificar o trecho que está se percorrendo e a velocidade média da pista. Utilizando inteligência artificial e fórmulas matemáticas, o aparelho reconhece padrões e informa o tempo necessário para se percorrer o caminho.

Por trás do GPS há um complexo sistema de satélites — 24, na verdade — que dialogam entre si e apontam as posições em milionésimos de segundo. As coordenadas não são usadas só por motoristas. Aviões e embarcações também se orientam por elas.

No caso dos navios, há outro procedimento que os ajuda a manter a posição. Na Petrobras, alguns navios-sonda, de exploração e perfuração, e navios-plataforma, de produção, empregam o Posicionamento Dinâmico.

Essa tecnologia funciona com um conjunto de propulsores ou hélices motorizadas dispostas em várias partes do navio. Sensores no fundo do oceano captam a posição da embarcação e, caso haja mudança de direção, os propulsores são ligados automaticamente.

No infográfico a seguir, confira como funcionam o GPS e o Posicionamento Dinâmico.

Like what you read? Give Petrobras a round of applause.

From a quick cheer to a standing ovation, clap to show how much you enjoyed this story.