Lugar de mulher: vamos conhecer a jornada da contadora Savana Fraulob

Ao longo do mês de março, estamos conhecendo um pouco mais sobre quatro mulheres que atuam em profissões ligadas a Ciências, Tecnologia, Engenharia e Matemática. Juntas, essas disciplinas formam a sigla em inglês STEM, movimento que incentiva estudantes do mundo todo a ingressarem nessas carreiras .

Conheça a jornada da Savana, contadora e gerente da área de Contabilidade e Tributário.

“Sempre fui apaixonada pelo ambiente de escritório. Quando criança, gostava de imaginar que trabalhava em um. Era a minha brincadeira preferida. Em casa, qualquer objeto que estivesse disponível virava o teclado de uma máquina de escrever. Com esse gosto, em um mundo menos digital que o de hoje, cheguei a me formar em datilografia. Na época de escolher que faculdade fazer, isso pesou bastante, junto com o gosto e o jeito com os números. Por isso escolhi as ciências contábeis, área com tanta matemática que fica até difícil de entender por que é considerada uma das ciências humanas”

Durante a graduação, na Universidade Federal Fluminense (UFF), Savana descobriu novas possibilidades, especialmente graças a uma professora que, para além das aulas técnicas, indicava leituras que iam além dos temas contábeis, estimulando o estudo de temas como filosofia. Ela se apaixonou pela carreira acadêmica, mas nunca se esqueceu da paixão antiga que a motivou a estudar ciências contábeis.

“Eu havia pensado no trabalho que queria ter e vislumbrava a possibilidade de ver resultados concretos, de atuar em algo que me desse acesso às decisões e realizações da empresa por meio dos livros contábeis. Eu queria viver isso e ainda ter uma família, ser mãe. Por isso pensei em trabalhar na Petrobras — e já estou aqui há 10 anos.”
“Trabalhar aqui me possibilitou conciliar minhas aspirações pessoais e profissionais e ter grandes realizações nas duas áreas. Tenho três filhos, de seis anos, quatro anos e um aninho. Fico feliz por ver que essas conquistas na vida pessoal não atrapalharam minha carreira”.

Savana acredita que é possível conciliar a vida pessoal e profissional sem diminuir nenhuma das partes: “Sou apaixonada pelo meu trabalho e meu conselho para uma estudante que inicia sua vida profissional é: faça planos claros, estude e se esforce, mas não pense que é preciso abandonar a vida pessoal, pois ambas as coisas podem caminhar juntas”.