Time Petrobras: tecnologia nos acessórios e vestimentas faz a diferença no desempenho

Petrobras
Petrobras
Jul 8 · 2 min read

No início do século XX, nadadores de ponta já usavam maiôs com o objetivo de aumentar seu desempenho nas competições. No entanto, os primeiros modelos eram confeccionados inteiramente em algodão, tornando-se pesados quando molhados. Foram necessárias décadas de evolução tecnológica para que materiais mais leves e menos absorventes — como a lycra, o teflon e o poliuretano — passassem, gradativamente, a fazer parte dos equipamentos dos esportistas de alto desempenho.

No Rio2C 2019, evento que contou com a nossa participação e que, atualmente, é a principal conferência de criatividade e inovação da América Latina, um dos temas debatidos foi a popularização das tecnologias wearable, ou seja, “vestíveis”. Exemplos delas são as pulseiras inteligentes, capazes de monitorar indicadores de saúde de usuários comuns. Mas, para os atletas de alto rendimento, esses acessórios podem fazer a diferença antes, durante e depois das competições.

Ágatha Bednarczuk e Duda Lisboa, dupla de vôlei de praia que faz parte da seleção de 25 esportistas que compõem o Time Petrobras, utilizam botas de compressão após seus treinamentos. Essas botas, usadas por competidores de elite em grandes ligas esportivas como a NBA e a NFL, contribuem para a recuperação neuromuscular das atletas. Em outras palavras, atuam no refino da comunicação entre os sistemas nervoso e muscular.

Até mesmo no judô, modalidade tão tradicional, é possível perceber os avanços tecnológicos nas vestimentas. Antônio Tenório, nosso representante no judô paralímpico, conta o seguinte:

“A tecnologia está tão presente que nós não percebemos a variedade de produtos e técnicas disponíveis para melhorar a prática ou aprendizado da arte marcial. Um exemplo típico é o nosso quimono, que, apesar de parecer a mesma vestimenta do fim do XVIII, sofreu uma série de modificações tecnológicas como o tecido, que está mais leve e resistente. Com o avanço da nanotecnologia, poderemos até mesmo vir a ter um tecido autolimpante”.

Além de proporcionarem um ganho de desempenho, as vestimentas tecnológicas possuem um papel importante para o conforto durante as disputas. Afinal, há funções que vão desde reter calor e facilitar o seu escape — presentes nos tecidos que absorvem a umidade do corpo e a encaminham para a camada externa da roupa — a repelir totalmente a água, inclusive em caso de chuva.

Hoje, essas inovações estão ao alcance tanto de atletas profissionais quanto de esportistas ocasionais e impactam, de forma positiva, a nossa relação com a atividade física.

Petrobras

Uma Jornada Pelo Conhecimento

Petrobras

Written by

Petrobras

Nos inspiramos em pessoas que buscam no conhecimento a energia para realizarem seu potencial.

Petrobras

Petrobras

Uma Jornada Pelo Conhecimento