phcacique
Published in

phcacique

Autoria de Swift PlaygroundBooks — parte 1

Estrutura do PlaygroundBook

Swift Playgrounds
Playgrounds Starting Points

Criando a partir de um template

No Programa de Índio eu tenho discutido muito sobre arte generativa e procurado criar algoritmos simples com efeitos visuais bacana. Em um dos vídeos eu falei sobre o algoritmo 10Print. Saca só:

Criando conteúdo para sala de aula

Se você é um professor e está criando o conteúdo da sua aula de programação, ou mesmo de qualquer outra disciplina, você pode querer deixar a base da sua aula imutável e permitir que o aluno continue editando apenas o que é conveniente para o momento.

Estruturando

Ok! Agora que já falamos sobre o porquê de usarmos um playgroundbook customizado, vamos entender a estrutura deste arquivo.

Manifest.plist

Vamos falar primeiro do arquivo. O formato plist (que vem de Property List) nada mais é do que um domínio específico de XML, um DTD. Falei grego? Vamos com calma! XML é um formato de arquivo de marcação que serve para determinar elementos e seus relacionamentos. Um DTD define quais são os elementos válidos neste domínio.

Manifest.plist aberto no XCode
Manifest.plist no TextEditor

Capítulos e páginas

Cada capítulo de um playgroundbook é criado dentro da pasta Chapters:

Capítulos
Páginas

Módulos

Na pasta UserModules teremos todo o código em Swift que pode ser usado pelo usuário.

Módulos

Finalizando

Não tenha medo fazer algo errado! Pode parecer muita coisa, mas aos poucos você vai se familiarizando com a estrutura.

Índice da série

--

--

Pedro Cacique — Apple Distinguished Educator

Get the Medium app

A button that says 'Download on the App Store', and if clicked it will lead you to the iOS App store
A button that says 'Get it on, Google Play', and if clicked it will lead you to the Google Play store