Será que estamos vivendo ou apenas existindo?

A vida é muito incerta para perdermos tempo olhando com os olhos o que só o coração consegue sentir.

Photo by Daniela Rocha on Unsplash

Seria mais fácil não pensarmos sobre tudo o que está ao nosso redor. Pensamentos, ideias, dilemas sem fim. Vemos coisas sem sentido, vemos vidas sem juízo, vemos tudo e não vemos nada. Escritores que não conseguem escrever, leitores que não conseguem ler, humanos que não conseguem amar.

Muitas vezes nos sentimos vazios e indiferentes ao mundo, mas mal sabemos que podemos salvar a vida de uma pessoa através de gestos simples e humildes como escrever algumas palavras, ou simplesmente pelo fato de não ignorarmos o que não nos é superficialmente notável.

Muita gente não entende a raiz do problema, apenas julgam as flores e folhas caídas e secas que são visíveis aos nossos olhos, quando na verdade tudo é visível, só não queremos ver. Como é que vou julgar se não quero nem ao menos enxergar?!

Todos somos protagonistas de nossas próprias histórias, sendo elas totalmente diferentes. O grande problema é que vivemos em uma realidade obscura, onde o diferente é cada vez mais visto como estranho e errado. O verdadeiro caminho ao ódio e a opressão, quando na verdade a humanidade toda roga por AMOR!

Vamos amar e nos permitir sermos amados, ajudar e nos permitir sermos ajudados, criticar e aceitarmos as críticas. Criticar é diferente de julgar, viver é diferente de existir!

A cada ato de amor, um mar de na vida!


Gostou desse texto? Deixe suas 👏 aqui (elas vão de 1 à 50)!

Siga a página da Pirata no Medium e também no Facebook e Twitter!

Faça parte do nosso grupo para leitores e escritores

One clap, two clap, three clap, forty?

By clapping more or less, you can signal to us which stories really stand out.