Uma tecnologia inovadora que transforma comportamentos e comprometimentos do PCD surdo na fábrica.

Executivos da Honda, juntamente com o CEO da MapInnovation

A Moto Honda da Amazônia, em Manaus, que é a líder do segmento da fabricação de motocicletas no mercado nacional, esta participando da experiência de utilização do Projeto Giulia por um de seus colaboradores PCD (Pessoas Com Deficiência) com surdez. Este colaborador, Wagner, atua no setor de pintura da fabrica, e nos tem relatado de forma sistêmica a sua percepção do uso do Giulia no seu dia a dia da fábrica. Inicialmente enfatizou a sua satisfação com a facilidade que passou a ter em poder se comunicar com os colegas e o chefe, bem como, com o setor de recursos humanos da empresa.

Em suas palavras, ele passou a se sentir mais integrado e participante na organização, o que até então era difícil para ele, devido a falta de conhecimento dos colegas em relação a língua de sinais Libras, assim como também, pela sua própria dificuldade na leitura e escrita da língua portuguesa.

Com as experiências assistida por nós e pelo setor de RH da Honda, o Wagner tem nos ajudado a identificar as necessidades de acrescentar quais sinais a mais de Libras, que devem ser reconhecidos e sintetizados em voz eletrônica pelo Giulia. O objetivo é que estes novos sinais venham a melhorar ainda mais a sua capacidade de comunicação nos vários contextos de ambiente na fábrica. Como um exemplo, entre outros, ele pediu para incluir os sinais correspondente a solicitação de hora extra para o seu chefe, bem como os sinais para facilitar as suas solicitações de atendimento junto ao RH da empresa.

Passei a me sentir mais integrado e participante na organização, o que até então era difícil para mim, devido a falta de conhecimento dos colegas em relação a língua de sinais Libras.

Desde o inicio, temos tido todo o apoio do gestor, Sr. Rodolfo Barão, do setor de RH da empresa, bem como do diretor administrativo, Sr. João Batista Mesário, e do Vice Presidente, Sr. Julio Koga, na realização destes trabalhos e no seu acompanhamento de resultados.

Tem se constatado, em conjunto com os gestores e profissionais de RH da empresa, que a utilização da tecnologia Giulia pode ser também uma importante ferramenta de análise nas mudanças comportamentais dos colaboradores, que tem dificuldade de comunicação e integração na organização.

Este fato tem levado a revisão dos procedimentos existentes em relação aos PCDs surdos a partir das quebras de paradigmas com o uso da tecnologia Giulia tem oferecido. Como citado pela Nadia Freitas. do RH da Honda, se tem constatado uma clara mudança positiva do comportamento e comprometimento do Wagner com o uso da tecnologia Giulia.