Plataforma de Ciência Aberta entre os 20 melhores projetos de Ciência e Sociedade no fórum internacional Falling Walls Engage

No passado dia 8 de novembro, em Berlim, a Plataforma de Ciência Aberta (PCA) foi um dos 20 projetos finalistas no fórum internacional Falling Walls Engage, entre 60 projetos submetidos, com a estratégia educativa Escola Aberta, desenvolvida em colaboração com o Agrupamento de Escolas de Figueira de Castelo Rodrigo (AEFCR). Esta estratégia fomenta o envolvimento das escolas e comunidade de Figueira de Castelo Rodrigo (FCR) em projetos colaborativos, para a promoção do bem-estar, desenvolvimento e inovação neste território de baixa densidade populacional, derrubando a barreira imposta pelo isolamento geográfico nesta região do interior de Portugal.

“Construir pontes entre a sociedade e os cientistas” é a missão do fórum internacional Falling Walls Engage, segundo Uta-Micaela Dürig, vice-presidente do júri. Foi neste contexto que a PCA apresentou a estratégia educativa Escola Aberta, entre 20 projetos oriundos de todos os pontos do mundo, que pretende promover o envolvimento ativo da comunidade escolar de FCR em projetos de ciência, tecnologia e inovação focados na resolução de desafios locais (p.e. gestão de resíduos ou monitorização da qualidade da água). Estes projetos, posicionam o AEFCR enquanto hub de colaboração entre escola e vários agentes sociais — famílias, comunidade, universidades, institutos de investigação, centros de ciência, empresas e poder político local -, para o bem-estar, desenvolvimento e inovação no concelho. A criação, construção e implementação destes projectos está a acontecer ao nível da educação em contexto formal, inseridos na disciplina de “Cidadania e Desenvolvimento”, e ao nível da educação em contexto não formal, integrados no Clube Ciência Viva na Escola.

Durante a manhã do dia 8 de novembro, além da apresentação da Plataforma de Ciência Aberta, participantes de 15 nacionalidades espalhadas por 4 continentes — Europa, Ásia, África, América -, apresentaram projetos de comunicação e educação de ciência nos mais diversos formatos. Desde festivais e espetáculos de teatro, a podcasts ou iniciativas de ciência aberta, todos os projetos têm como objectivo fomentar o envolvimento do público geral em ciência, com um foco especial no engajamento de comunidades desfavorecidas ou isoladas geograficamente, contribuindo para uma sociedade mais literada e ativa em processos de tomada de decisão.

O projeto “Columba-Hypatia: Astronomy for Peace — Cyprus”, que utiliza a astronomia para promover uma cultura de paz e não violência no Chipre, arrecadou o prémio de melhor projeto de engajamento em ciência do ano, com uma apresentação a que o júri se referiu como “poética” e que os “tocou a todos”. O projecto “I‘m a Scientist, Get me out of here” foi premiado com um prémio especial, para audiências difíceis de alcançar — por fazerem parte de comunidades desfavorecidas ou isoladas geograficamente -, devido à utilização de uma plataforma online que coloca crianças e cientistas de todo o mundo a interagir através de salas de chat.

Durante a tarde, todos os participantes do fórum participaram num workshop sobre “Como envolver audiências difíceis de engajar em iniciativas de ciência?”. Este workshop criou uma oportunidade de discussão, troca de ideias e cooperação para tentar encontrar estratégias que permitam envolver, por exemplo, públicos céticos ou indiferentes a ciência, em iniciativas de comunicação e/ou educação de ciência.

Para a Plataforma de Ciência Aberta, o fórum Falling Walls Engage representou uma oportunidade de partilha e inspiração, por poder mostrar o trabalho desenvolvido pela PCA e “beber” das boas práticas implementadas por todos esses projetos, que constroem pontes entre a ciência e a sociedade pelo mundo fora. Continuemos a promover o acesso à ciência, à tecnologia e à inovação e a contribuir, em conjunto, para o bem-estar e desenvolvimento nesta região do interior!

Ana Faustino
Plataforma de Ciência Aberta

Fotografia: Falling Walls Foundation