No Bones, o primeiro açougue vegano em São Paulo!

O número de pessoas cortando ou diminuindo o consumo de carne segue crescendo pelo mundo, impulsionando o mercado de produtos veganos/vegetarianos. Enquanto muitos ainda estão percorrendo esse caminho, outras pessoas aproveitam para transformar esse movimento em negócio.

Dia 10/12 o No Bones, primeiro açougue vegano do estado de São Paulo — e apenas o 2º do Brasil — abriu suas portas na Zona Oeste da capital paulista.

O empreendimento é um projeto do casal Marcella Izzo, de 26 anos, e Brunno Barbosa, de 28. Marcella é formada em arquitetura e design de interiores, mas a paixão pela gastronomia e a vontade de seguir a carreira de chef falou mais alto. É ela quem cria as iguarias e toca o açougue No Bones. Brunno é publicitário e jornalista e dá todo o suporte administrativo.

O açougue conta apenas com itens artesanais, todos feitos pela Marcella sem conservantes, sem produtos de origem animal e com pouco uso de soja, como hambúrgueres premium, salsichas, linguiças, nuggets, cortes especiais, com preços que variam entre R$ 6,90 a R$ 7,90 a unidade, além de espetinhos e produtos para churrasco.

Para consumo no local as opções são: coxinhas de jaca, espinafre, milho, proteína de soja, kibe, empadas de jaca, shimeji, berinjela e fatias bolo de laranja. Na seção bebidas, terá água de coco, refrigerantes, sucos e chás, além de dezenas de rótulos de cervejas artesanais.

Além de todas as carnes vegetais de fabricação própria, o No Bones terá ainda 16 tipos de temperos também fabricados na casa e alguns produtos como: azeites, óleos, pimentas e vinhos estarão disponíveis aos clientes.

A Chef Marcella Izzo é apaixonada pela gastronomia, cozinheira desde pequena, encontrou o desafio de proporcionar pratos veganos com sabor e textura incomparáveis. Em 2016, teve sua receita de um hambúrger vegano selecionado entre os 15 melhores em uma competição realizada no Estado de São Paulo de hambúrguers caseiros.

No veganismo há seis meses, Marcella acredita que uma das grandes vantagens de um estabelecimento como o dela é não só suprir uma falta no mercado, mas também inserir o vegano socialmente. “Tem muito vegano ou vegetariano que deixa de confraternizar, que deixa de participar de um churrasco, por exemplo, porque não tem opção. Isso aqui é justamente para mostrar que açougue vegano não é hortifruti.

Hamburguers veganos com especiarias
Coxinha de Jaca
Hamburguer de Grão de Bico

Dúvidas