self

Photo by Morgan Basham on Unsplash

Eu estou explodindo
Preciso colocar pra fora
Eu sei que sou capaz
Por que estou me impedindo?
Hábito ou falta de motivo
A razão me escapa e eu grito
Medo animalesco me tira sangue
Minhas mãos comicham
Quero a mudança agora
mas amanhã
já me acomodei de novo
E rolo na cama quando a área frontal confronta os gânglios
Mordo o travesseiro e choro
Quero e não quero
mas sei que sou capaz

Meus pés são raízes
roo as unhas
olho meus ídolos
esqueço nomes
gaguejo e sou firme
treino e me abalo
Odeio a inconstância que vive em mim
21 dias para ela dormir
E como eu tenho medo que tudo aquilo acorde
E às vezes desejo morrer para fugir
Ameaço bater minha cabeça na parede
Escrever não é refúgio
Preciso fazer
mas amanhã
já me acomodei de novo

Preciso odiar com intensidade
Preciso acordar com ódio
Senão cadê o motivo para mudar?
Tantas promessas quebrei
que internalizei
que sou quebradora de promessas
Como mudar essa imagem mental?
Vou pregar tudo isso na parede:
Lembre-se do ódio.

One clap, two clap, three clap, forty?

By clapping more or less, you can signal to us which stories really stand out.