fêmea

(28 de Junho — Dia do Orgulho LGBTQ)

de Fuco Ueda

alegria
me aproxima a primavera
novamente as belas flores
vermelhas
não mais abelhas
a desejar zangões
 
brota
embora corra por dentro
parecem perceber
e nem eu mesma sei
que minha seiva é doce
 
cresce
um rijo cipoal hipócrita
tentativa de ocultar-me
charmosas borboletas
 
destruo
barreiras de duro néctar
convocando colibris
 
enrijece
naturalmente dúbia

fêmea

Vini Asevedo


Siga os perfumes e espinhos de Poesia Rosa