o animal que habita

Winded de PaintingOverScars

há dias em que nos permitimos
simplesmente
sentir o vento nos cabelos
sem prendê-los
apenas apreciando a brisa
a carregar aromas naturais
ser em estado bruto

horas sem sacolas
sem livros
informação ou consumo:
vento você vento
levando e trazendo vocês
em monções tropicais

o calor então transpira
na pele já insensível
voltando-a a vida

sente o suor como seiva
seu cheiro sem boticários
num perfume feromônio

naquele momento és

o animal que habita
a consciência prisão

Vini Asevedo


Siga os perfumes e espinhos de Poesia Rosa