Vomitaram no metrô

Vomitaram no metrô

provavelmente uma criança
desacostumada ao gingado
daqueles transportados
como gado
ou alguém bêbado
alterando a consciência
esquecendo a realidade
mas sendo pego por ela
enquanto retorna para casa

Vomitaram no metrô

subiu aquele cheiro
de salgado mal frito
misturado com o grito
horrorizado
de quem tenta
a todo custo
desviar dos restos no chão

Vomitaram no metrô

deixando para trás
a armadilha dos desavisados
que apenas enxergam
lugares vazios
possibilidades exclusivas
mágicas
de sentar o cansaço
naquele módico espaço
azul

Vomitaram no metrô

os outros passageiros
sádicos
não alertam o perigo
já que o outro não é amigo
é apenas mais um
dentre tantos outros
que pega o metrô
no horário de pico

Vomitaram no metrô

alertando sobre a condição
humana (?)
de extrair-se da cena
de evitar a fadiga
ignorar o vômito
ignorar o fétido
e rir da desgraça alheia

Vini Asevedo


Siga os perfumes e espinhos de Poesia Rosa