Food Trucks uma nova tendência

Em tempo de crise o mercado de food trucks cresce e se torna uma saída para os novos empreendedores

Foto: Jhonatan Silva

Impulsionado pela praticidade e bom preço o mercado de food trucks, literalmente traduzido como “caminhão de comida”, vem crescendo consideravelmente nos últimos anos. De acordo com a Associação Brasileira das Indústrias da Alimentação (ABIA) — em 2014, o seguimento movimentou R$140 bilhões no país — um crescimento de cerca de 20% em relação a 2013, quando faturaram R$ 116,55 bilhões.

Segundo o guia Food Truck nas Ruas de SP, 75% dos empresários comercializam produtos de até R$ 30. Para Carla Somose, uma das idealizadoras do guia, o custo baixo e a oferta de alimentos diferentes estimulam o crescimento do mercado de comida de rua.

Outro fator que influencia o crescimento do mercado de food trucks é a busca pela área como alternativa no atual tempo de crise, assim como observa o comerciante Paulo César. “Só comecei trabalhar aqui depois que fiquei desempregado. A minha namorada é dona do estabelecimento e como saí do ramo que eu trabalhava [siderurgia] vim trabalhar aqui”.

De acordo com o comerciante José Vilela, que está há 23 anos no ramo, “naquela época [food truck] não era uma necessidade, era mais uma alternativa, mais um experimento para ver se daria certo ou não”. Em relação à situação atual, José salienta que, hoje, “a gente vê mais pela necessidade, por falta de trabalho no mercado. Aí, a pessoa pega isso como um socorro. Às vezes, dá certo e, às vezes, não dá porque a concorrência está muito grande, mas, com certeza, é uma saída para a crise”.

Com a vinda de novos concorrentes José afirma que foi necessário aperfeiçoar o trabalho. “Tem que caprichar mais nos alimentos, diversificar aquilo que você estava fazendo, não ficar numa coisa só sempre. Você tem que mudar alguma coisa e isso é bom para o consumidor”.

Mesmo com a situação econômica pouco favorável o mercado cresce ainda mais com a realização de festivais de food truck que movimentam o setor. Logo, pode-se dizer que o food truck não é mais moda, mas um modelo de negócio que deu certo e veio para ficar.

Fonte: Sebrae
One clap, two clap, three clap, forty?

By clapping more or less, you can signal to us which stories really stand out.