Akinfeev quebra marca história, CSKA vence Benfica e mantém chances de seguir na UCL

Foto: the42

A noite fria de Moscou terminou com memórias felizes para os atletas do CSKA. Contra o Benfica, a equipe conquistou sua terceira vitória nesta edição da Champions, somou mais três pontos e adiou a decisão dos classificados do Grupo A para a sexta e última rodada desta fase de grupos.

É fato que a temporada do Benfica não tem sido nada boa nesta UCL. São cinco derrotas em cinco partidas e apenas um gol marcado, justamente contra o CSKA na primeira rodada. Desta vez o clube russo contou com gols de Schennikov e Jardel para derrubar os lusos.

Mais uma vez o time russo contou com a boa atuação dos alas para vencer. O gol que abriu o marcador surgiu de boa trama do lado direito, com Mário Fernandes iniciando a jogada e Natcho arriscando um chute cruzado. A bola sobrou para o outro ala, Schennikov, marcar logo aos 13 minutos.

Também pelo lado direito que o CSKA definiu o confronto: novo lance que começa com Mário Fernandes, que lançou Vitinho. Cara a cara com o goleiro Bruno Valera, o brasileiro tentou rolar para trás, mas o compatriota Jardel, defensor do Benfica, mandou contra as próprias redes.

Foto: SL Benfica

A partida ainda teve a quebra de uma marca negativa história para o goleiro Akinfeev. Depois de 11 anos o arqueiro conseguiu sair de campo sem sofrer gol em uma partida da Champions. Nesse período, foram exatas 43 partidas consecutivas sendo vazado no torneio, recorde absoluto para a posição.

Na última rodada da fase de grupos o CSKA visita o Manchester United em Old Trafford. Para se classificar, precisa de pelo menos um empate na Inglaterra e uma derrota do Basel para o Benfica em Lisboa. Caso vença o United, pode contar com um empate na outra partida do grupo. Caso isso não aconteça, o time já está garantido na Europa League.