MÚSICA BRASILEIRA PRA GRINGO OUVIR / Abril 2019

Artistas que o mundo todo, incluindo o Brasil, precisa conhecer.

_

A pergunta é simples:

“O que você apresentaria quando um gringo pedisse indicações de sons brasileiros interessantes surgidos por aqui nos últimos tempos?

Respondemos essa pergunta imaginária criando o MBPGO, um report mensal onde selecionamos 5 artistas e um de seus lançamentos para destacar aqui.

O nome e o conceito desse material é inspirado em uma playlist que já existe há tempos no nosso perfil no Spotify.

Está no ar o Música Brasileira Pra Gringo Ouvir / abril de 2019.

Confere aí ;)

Antes de ler aqui em baixo o report completo, assista ao vídeo e se inscreva no nosso canal no Youtube! Prometemos muitos conteúdos sobre música boa :D


Foto: Rodrigo Gianesi

Francisco, El Hombre

Formada em 2013 a Francisco, El Hombre nasceu no Brasil e já saiu viajando por toda a América Latina, transitando entre palcos, ruas e hostels. Assim eles puderam ver e viver muita coisa que viraria música dali pra frente.

Lançaram o primeiro trabalho em 2014, o EP “La Pachanga!”. Com uma vibe leve e majoritariamente solar, o EP alcançou muita gente e preparou o terreno para a chegada do primeiro disco da banda.

Bem diferente do trabalho anterior, “Soltasbruxa”, de 2016, é um disco ácido, de contestação e que contém faixas cantadas até hoje como forma de protesto. Afinal, “Bolso Nada” é mais atual do que nunca, né?

Com esse disco a Francisco estourou de vez, lotando casas de shows em todo o Brasil e se tornando um dos nomes mais importantes da nova música feita aqui.

Agora em 2019 eles se transformam e arriscam mais ainda.

Bem diferente de tudo que já fizeram antes, mas revisitando um pouco da origem punk e hardcore de alguns dos integrantes do grupo, o novo disco, “Rasgacabeza” é repleto de elementos eletrônicos, sintetizadores e distorções. Tudo isso cria uma atmosfera que conversa muito bem com o caos do nosso presente distópico.


Foto: Rodolfo Magalhães

Gloria Groove

Uma das maiores Drag Queens da música brasileira hoje em dia, Glória Groove impressiona com sua força e talento. Transitando entre o Rap, o Funk, o R&B e o Pop, seu som vem chamando a atenção desde o lançamento do seu primeiro álbum, “O Proceder”, em 2017.

Mas se a sua carreira começou há pouco tempo, não podemos falar o mesmo da carreira de Daniel Garcia. Antes de ser mais conhecido como Gloria Groove, ele já estava acostumado com os palcos e as telas pelo seu trabalho como ator, compositor, cantor e dublador.

Acredite ou não o menino nascido em 1995 iniciou na música em 2002 fazendo parte da nova formação do Balão Mágico, participou do programa de calouros do Raul Gil e atuou até em uma novela de televisão. Depois de dez anos se dedicando à dublagem, se encontrou em Gloria Groove, e assim conquistou o Brasil de vez.

Ela vem colecionando plays e crescendo cada vez mais. Algo importante para uma Drag que, mesmo sem ter um discurso político em suas letras, tem na própria existência um grito muito grande de resistência.


Foto: Luciana Petrelli

Mulamba

A banda nasceu em Curitiba no final de 2015 da junção de mulheres com muita coisa pra dizer. Vindas de diferentes projetos e já circulando pela cena de lá, elas encontraram na Mulamba uma oportunidade de dar voz à sua luta, aos seus anseios e às suas virtudes como mulheres.

O disco de estreia veio em 2018 e contou com a participação de artistas que já passaram por aqui como a Lio Soares da banda Tuyo e a Juliana Strassacapa da Francisco, El Hombre.

Quando não há participações, as vozes são responsabilidade de Amanda Pacífico e Cacau de Sá — a primeira trazendo mais melodia e a segunda puxando pra um lado mais poético, por vezes flertando com o rap. São estilos diferentes e que se completam muito bem.

O discurso, direto e denso, é quase sempre pesado, o que combina muito bem com o som da Mulamba. A presença de elementos clássicos do rock como bateria, baixo e guitarra é quebrada quando a vibe teatral aparece nas vozes ou em instrumentos como violinos e percussões.

Mas nem só de peso e luta vive a banda, e prova disso é a suavidade em faixas como Desses Nadas” e Interestelar”.

Seja com peso ou sem peso, a real é que a Mulamba vem fazendo shows bem marcantes em grandes festivais e impressionando muita gente com o palco cheio e a performance de suas integrantes.


Foto: Rafael Barion

Thiago Pethit

Thiago Pethit começou no teatro mas se encontrou na música.

Lançou em 2010 o cosmopolita “Berlim, Texas”, seu primeiro disco, misturando letras em português, inglês e francês, e desde lá vem circulando entre listas de melhores do ano e grandes festivais.

Sua sequência de 1 disco a cada 2 anos foi interrompida em 2014 quando o artista entrou em um período de 3 anos sem compor nenhuma música sequer. Em 2017 reencontrou o prazer em ver uma canção nascer e toda essa inspiração desaguou em “Mal dos Trópicos (Queda e Ascensão do Orfeu da Consolação)”.

Pethit sempre fez um som fácil de digerir, mas dessa vez ele abraçou a sensação de mal estar que o próprio artista vem sentindo em relação ao Brasil nos últimos anos.

Seu quarto disco é dark e tem vibe fúnebre, mas sem perder o ar cool, característico do artista. Ele continua mundano nas letras mas agora é grandioso nos arranjos e produção, que ficou a cargo de Diogo Strauz.

Nas palavras do músico: “é um disco mais maduro e mais denso também. é um disco mais adulto.”

Ou seja, até quem já acompanha a sua carreira há tempos vai conhecer um novo Thiago Pethit ao escutar Mal dos Trópicos.


E aí, curtiu? Já conhecia esses nomes? :)

Deixa seu comentário aí embaixo pra gente ir trocando uma ideia e se tiver uma sugestão para a gente colocar nas próximas edições, ela será muito bem vinda. Ah, e não esquece que todos esses artistas e muitos outros estão na playlist Música Brasileira Pra Gringo Ouvir no perfil do Bananas Music Branding nas plataformas de streaming. Segue lá!

Para ouvir tudo isso e muito mais clica aqui e segue nossa playlist no Spotify ou aqui para ouvir e seguir na Deezer.


somos bananas

uma agência de music branding especializada em curadoria e conteúdo musical para marcas e a primeira empresa brasileira especializada em estratégias para marcas no Spotify.

Conheça o nosso site ou entre em contato pelo Facebook ou Instagram.