Como chamar a atenção de agências?

Cobertura coletiva #abrates16 por Luciana Frias

A fatídica pergunta: como se destacar em um mar de mensagens?

Em meio a tantas palestras do último dia de congresso, escolhi ouvir o que a Eugenia Echave tinha a dizer. Ela é gerente de operações na SpeakLatam e, com esse gabarito, teve muito a ensinar a todos que estavam na sala. Ela explicou como um freelancer pode captar clientes com base na perspectiva de uma agência. Foi uma palestra franca e direta, mostrando os principais erros cometidos pelos candidatos ao enviarem e-mails e currículos.

A palestrante começou dizendo que 100% dos contatos são feitos por e-mail, daí a importância de saber quem é a pessoa que vai lê-lo. Logo, devemos pesquisar na internet quem são os principais recrutadores ou donos de empresa, e encaminhar uma mensagem diretamente para eles. Mandar o currículo para aquele e-mail “geralzão” no rodapé do site da agência pode fazer com que a pessoa encarregada pelo processo seletivo não leia a sua mensagem. O endereço geral de contato das agências recebe solicitações de orçamento, parcerias, comunicados, etc., e o seu e-mail pode ficar perdido ou esquecido entre tantas mensagens.

Eugênia garantiu que dá para perceber um bom candidato pelo texto do corpo do e-mail. Assim, procure causar uma boa primeira impressão! Para se destacar no contato inicial, dedique um tempinho para conhecer a agência. Ela explicou que muitos currículos são descartados antes mesmo de serem abertos. Dicas para evitar que isso aconteça com você:

  1. Use títulos de e-mail especificando o cargo que você pretende preencher e seu par de idiomas de trabalho;
  2. Não envie e-mails em massa;
  3. Insira marcadores ou trechos em negrito no corpo do e-mail para destacar as ferramentas de tradução que você usa e as suas áreas de atuação, ou seja, as informações mais importantes sobre você para o recrutador.

Por fim, ela deu exemplos de erros graves que nós cometemos ao redigir um e-mail de apresentação. O que NÃO devemos fazer:

(1) To whom it may concern, please find attached my CV — Coloque o nome da pessoa responsável pela seleção;

(2) I am interested in working for your company to sell my services and acquire more experience in the translation field — Saiba se vender da forma correta! O cliente não espera que você queira adquirir experiência com ele, mas, sim, que mostre sua experiência para ele;

(3) Me gustaría tener la oportunidad de trabajar en su equipo de trabajo por lo cual espero recibir noticias suyas a la brevedad — Não cobre rapidez na resposta do seu cliente;

(4) I am interested in working with marketing, law, social sciences, economy, finance, mining, education, commerce, chemistry, tourism, general articles, etc. — Busque uma especialidade para traduzir/revisar. Dizer que faz tudo indica que você traduz por amadorismo.

Cientes de todas essas gafes que cometemos por aí, é hora de botar a mão na massa e elaborar novos e-mails de apresentação e currículos! Aposto que sua caixa de entrada ficará abarrotada de propostas e testes nas próximas semanas.


Luciana Frias é tradutora e revisora há dez anos nos pares inglês/português e espanhol/português, principalmente nas áreas de marketing, TI, RH e patentes. É formada em Letras pela UFRJ e filiada à ABRATES e à IAPTI. Tem vasta experiência em empresas de tradução, trabalhando internamente como recrutadora e coordenadora de tradutores. É tradutora voluntária das matérias da ONG carioca RioOnWatch.