Community Lotus
Published in

Community Lotus

O futuro da Economia Criativa

Imaginemos um mundo onde criar — ser artista é o novo normal. Imaginemos um mundo onde a criação bairrista das cidades e das pequenas comunidades são o ponto fulcral onde as pessoas se unem e partilham ideias, conhecimento, obras… onde têm tertúlias noite fora, onde se oferecem livros e se reconhece o valor inerente de cada uma das nossas individualidades.

Imaginemos um mundo onde as cidades estão cheias de arte por todo o lado e a vida é mais bela a cada instante.

Užupis na Lituânia foi talvez dos primeiros lugares do mundo a aceitar-se dessa forma, quase que conseguiu independendência e tem a sua própria constituição, passaporte de entrada e muitas outras variedades de coisas. A economia criativa nasce aqui como conceito base de uma vida livre. Seguido de Detroit, Christiania e tantos outros lugares do mundo (incluindo Barcelona e Lisboa) temos a receita perfeita para a antiga “geração à rasca” que se dedicou não só ao existêncialismo de uma vida sempre em sobrevivência, mas à maior revolução que a humanidade alguma vez assistiu.

Paul Hawken (que daqui a uns dias vai estar em palestra webinar gratuita para quem quiser assistir, com os Pachamama Alliance) chamou a esta a Revolução dos milhões e milhões de crianças do passado de brincar na rua os pais das crianças que tiveram de reaprender o conceito de brincar. O seu livro Blessed Unrest une-nos numa transcendência do melhor que temos feito até agora, sem excepção. O salvar “o planeta” tornou-se a norma porque o salvar pode não ser da morte, mas sim de uma decadência social que não queremos fazer parte.

Unimos-nos numa forte aventura de mudar o mundo — foi essa a decisão unilateral de várias gerações actuais, incluindo dos mais velhotes. Oiçam a música Vejam Bem de Zeca Afonso e deliciem-se com a mudança radical que a nova geração, os filhos da revolução de Abril, fizeram: a Arte como exemplo de mundança.

A economia criativa exige comunidades unidas, exige integridade moral e exige amor ao próximo. Exige que o amor seja sem dúvida, a base da arte.

--

--

Community Lotus is a community of writers who want to write in several languages and believe the ability to translate page is enough to get to all readers. We aim to promote marginal culture, any other thought, poetry or idea we want to share and we are aiming to making it larger

Get the Medium app

A button that says 'Download on the App Store', and if clicked it will lead you to the iOS App store
A button that says 'Get it on, Google Play', and if clicked it will lead you to the Google Play store