Trabalho voluntário

Outra ideia que eu tive nos últimos meses (entre setembro e outubro) foi sobre trabalho voluntário. Meus pais não pareceram muito animados com a ideia, mas eu estava bem animado. Eu não estou conseguindo emprego de jeito nenhum, estou em casa sem fazer nada, tenho vontade de ajudar algumas ONGs e não tenho dinheiro. O que fazer? Doar meu tempo em forma de trabalho!

Adoraria fazer isso em áreas administrativas, porque é a minha área, mas estava olhando as vagas e áreas que algumas ONGs tinham disponíveis, e todas elas eram mais para trabalhar com o público, seja interno ou externo. Só algumas ONGs grandes que tem a possibilidade de voluntariado em áreas administrativas. Eu queria ser voluntário em um abrigo, para ver como são as crianças de lá, como se comportam, como pensam, quais são seus medos, etc. Isso me ajudaria a pegar mais informações sobre adoção, que é algo que pretendo fazer no futuro. Mas não sei trabalhar com crianças, por isso preferiria que fosse em área administrativa. Por outro lado, sei que preciso aprender, e seria ótimo se a ONG me treinasse para isso. Também toparia ser voluntário em outras ONGs que ajudassem crianças e/ou famílias carentes, ou pessoas em questão de saúde. Se não fosse em área administrativa, poderia ser em atendimento ao público presencial, ou numa loja.

Mas o maior problema não é nenhum desses. É a questão da passagem. Pesquisei e achei informações que as ONGs não são obrigadas a dar passagem aos voluntários. Pesquisei pelos próprios voluntários dizendo algo do tipo, e só achei respostas de dois fóruns de anos atrás, e os dois diziam que não ganhavam nada. Isso me desanimou, porque estou desempregado, e não tenho como arcar com os custos de passagem. Quero ajudar, quero fazer alguma coisa, mas precisaria que a ONG se dispusesse a pagar a minha passagem, o que parece ser difícil acontecer.

O que posso fazer, então, é esperar para um dia que eu trabalhar, tiver carro e ver se sobra um tempo para fazer trabalho voluntário. Aí, quem sabe?