Mais olho no olho

As vezes me vem na cabeça que pra Maria ser feliz eu precisava dar a ela uma casa com mais espaço , uma casinha de boneca ou uma viagem pra Europa.

As vezes me vem que se tivéssemos tudo isso teríamos momentos mais lindos, mais divertidos e de maior tempo para nos percebermos e nos curtirmos.

Mas aí, vou pegar ela na escola, desligo o celular e vejo aquela belezinha sair.
 Ela me olha.
 Eu olho pra ela.
 A gente se abraça.
 Dá as mãos e vamos embora caminhando, contando uma pra outra como foi o nosso dia. 
 Entro na sorveteria, tomamos sorvete antes do jantar, cúmplices de uma traquinagem que é só nossa….
 Pegamos o ônibus e ali lado a lado, sentadas, cantamos….E rimos. Muito.

— — — — — — — — — — -

Por um momento, senti como se estivesse fora daquela história, como se observasse apenas. E eu vi que o que minha filha precisa é de mais olho no olho….
 E o que eu mais preciso , é enxergar e acreditar nessa felicidade simples, mesmo que a mídia, a publicidade e parte da sociedade diga o contrário.

É tão difícil , tantas coisas enraizadas dentro de mim. Cresci acreditando que a felicidade não estava no aqui agora…. Que eu seria feliz… Depois… Depois da escola… Depois do dever de casa… Depois do….

Não fui criada para estar feliz no momento presente.

Minhas lições atuais são:

Estar no agora.
 Ser feliz no agora.
 Ser suficientemente bom por hoje. 
 E ser grata.

Como é pra você tudo isso?!

Sempre consegue tirar proveito dos momentos simples ou também acha que se fosse 5kg mais magra ou tivesse salário maior seria feliz?!

Vamos conversar….

Meu nome é Ana Carolina Guedes, sou idealizadora do Quintal de Trocas e amo trocar ideias por aqui.

Show your support

Clapping shows how much you appreciated Ana Carolina Guedes’s story.