Você já visitou o Palácio Guanabara?

Depois de passar por dois anos de restauração, a sede do governo fluminense está aberta ao público. E você pode conhecê-la!

Localizado no bairro de Laranjeiras, na Zona Sul, o Palácio Guanabara é, além de sede do governo do estado do Rio de Janeiro, uma atração turística. Especialmente para quem gosta de unir passeio com história e arquitetura. “O tour guiado é uma verdadeira aula de arte”, afirma Alex Brando, diretor da Alex Tour Viagens.

Clientes Alex Tour Viagens em visita ao Palácio Guanabara.

Seis espaços do palácio estão abertos à visitação pública, sempre no último sábado de cada mês. Para isso, basta fazer o agendamento por e-mail: visitaguiada@casacivil.rj.gov.br. O visitante deve enviar nome completo, número de identidade e telefone para contato.

Sobre o Palácio Guanabara

O português José Machado Coelho construiu o Guanabara em 1853 e o utilizou como residência até meados da década de 1860, quando foi transformado na residência oficial da Princesa Isabel e do Conde d’Eu, seu esposo. Nesta época, o edifício era chamado de Palácio Isabel.

Em 1989, quando foi proclamada a República, o governo militar confiscou o Palácio Guanabara e o transformou em patrimônio da União. “Ainda hoje corre na justiça um processo movido pela Família Imperial. Eles querem reaver o Guanabara. É um dos embates judiciais mais antigos do Brasil”, conta Alex.

Durante o chamado Estado Novo (1937–1945), Getúlio Vargas utilizou o edifício como residência. Em 1946, passou a ser a prefeitura do Distrito Federal. Assim foi até 1960, quando foi criado o Estado da Guanabara. Já na Ditadura Militar, o então presidente Ernesto Geisel doou a propriedade ao estado da Guanabara.

Curiosidades

  • O estilo arquitetônico do Palácio Guanabara é Neoclássico. Ou seja, remonta aos estilos gregos e romanos de edificação.
  • Em 2011, foi encontrado um calçamento no interior do palácio. Trata-se de um ajuntamento de pedras trazidas de Portugal no século XVII conhecido como “calçamento pé-de-moleque”. O local, que seria a senzala da princesa, recebeu uma cobertura de vidros e iluminação especial (foto). Visitantes podem observá-lo, mas não adentrar o recinto.
  • Os jardins do palácio foram concebidos pelo paisagista francês Paul Vilon, no início do século XX e se mantém intactos até hoje.
  • Há no espaço a alameda de palmeiras imperiais original, além de muitas plantas frutíferas exóticas, como caqui-preto, pêssego-da-Índia, olho-de-dragão etc.
  • O edifício abriga o gabinete do governador do Rio de Janeiro. Ao lado dele, em 1968, foi erguido um prédio anexo de seis andares que abriga as subsecretarias do governo e também da Casa Civil.

Tour pelo Palácio Guanabara

A seguir, veja alguns vídeos que te ajudarão a entender como é feito o passeio pelo interior do Palácio Guanabara.

Boas vindas

Salão Nobre

Orquestra sinfônica

Durante uma das visitas guiadas pela Alex Tour Viagens no Palácio Guanabara, nossos clientes tiveram uma surpresa. Uma orquestra sinfônica formada por jovens de um projeto social. Veja:

→ Conheça o Palácio Guanabara←

Você também pode conhecer o Palácio Guanabara com a Alex Tour Viagens. Nós nos encarregamos de te levar até lá com conforto e segurança. Montamos turmas de até 40 pessoas e nos encarregamos do agendamento, transporte e acompanhamento.

>> Reserve agora mesmo: 21 9 8208–8506 (WhatsApp) — alexbrando@gmail.com — Facebook.com/alextourviagens