Cadernos de leituras

No caminho da Idade Média com Terry “monty python” Jones

Bravo!
Bravo!
Feb 11 · 3 min read
Monty Python — Em Busca do Cálice Sagrado (1975)

Por Carlos Castelo

Todos os amantes do humor inteligente lamentaram a recente morte do “monty python” Terry Jones. Eu também, obviamente. Mas, como o assunto humor me interessa de forma especial, fui mais fundo: li diversos obituários do grande comediante britânico. Pois não é que, além da veia satírica, encontrei mais um gosto em comum com Jones? O interesse em História, mais especificamente a da Idade Média e a dos povos bárbaros.

Antes de estudar jornalismo pensei em cursar História justamente por minha fascinação pelo período. E até hoje leio sobre o assunto.

Jones fez documentários de História bem recebidos, incluindo, em 2002, A História Oculta do Egito, A História Oculta de Roma e A História Oculta do Sexo e Amor, na qual examinou a dieta, a higiene, as carreiras, a vida sexual e os arranjos domésticos do Mundo Antigo, muitas vezes aparecendo nos filmes como um personagem e, às vezes, vestido de mulher.

Em sua série Os Bárbaros, da BBC, de 2006, Jones procurou mostrar que os celtas supostamente primitivos e os godos selvagens não eram tão ogros assim. E o mais curioso: ele procurou demonstrar que não foram os vândalos e outras tribos do norte da Europa que destruíram Roma, mas a própria Roma, graças à perda de sua base tributária africana.

Em função disso resolvi sugerir algumas leituras sobre Idade Média. E adianto que, em determinados pontos, parece que os autores estão falando da contemporaneidade. Em especial a brasileira. O que dizer de uma era em que a religião era mais influente que a ciência, as pessoas empobrecidas iam em êxodo para o campo e os proprietários de castelos contratavam milicianos?

Tirei da prateleira algumas obras bastante esclarecedoras sobre o momento histórico que vai até o ano de 1453 depois de Brian, digo, de Cristo. Foi quando ocorreu a tomada de Constantinopla pelos turcos otomanos e teve início a Idade Moderna.

Selecionei meia dúzia de livros que tratam a Idade Média Alta e Baixa de maneira diferenciada. A maioria deles foi lançada pela . Dois são do célebre especialista em História Europeia, Jacques Le Goff: o clássico estudo A Civilização do Ocidente Medieval e Para uma Outra Idade Média — este já mais focado na História do cotidiano.

Peregrinos e Peregrinação na Idade Média (Susani Silveira Lemos França e vários autores) coloca-se uma pergunta e a responde: “que condições históricas permitiram o afloramento e desenvolvimento da prática da peregrinação na Idade Média?”

Ainda da Vozes cabe mencionar obras um pouco mais didáticas, mas igualmente de boa qualidade histórica, como História Medieval do Ocidente (Daniela Buono Calainho) e A Vida Secreta da Idade Média (Elena Percivaldi).

A possui em seu catálogo dois estudos também muito interessantes: o excelente Declínio e Queda do Império Romano (Edward Gibbon) e Idade Média. Idade dos Homens (Georges Duby) — ensaios que tratam do amor e do casamento entre os séculos IX e XIII.

Sem dúvida alguma, Terry Jones, esteja onde estiver, aprovaria esta pequena bibliografia.

Revista Bravo!

A Bravo! olha para as fronteiras do fazer artístico, dá acesso à nova arte, dialoga com os artistas e com o público que consome arte, debate tendências e sonha curadorias.

Bravo!

Written by

Bravo!

Esse é o espaço da redação da Bravo!

Revista Bravo!

A Bravo! olha para as fronteiras do fazer artístico, dá acesso à nova arte, dialoga com os artistas e com o público que consome arte, debate tendências e sonha curadorias.

Welcome to a place where words matter. On Medium, smart voices and original ideas take center stage - with no ads in sight. Watch
Follow all the topics you care about, and we’ll deliver the best stories for you to your homepage and inbox. Explore
Get unlimited access to the best stories on Medium — and support writers while you’re at it. Just $5/month. Upgrade