Mostra de Cinema de São Paulo começa nesta quinta; veja alguns destaques

Belos Sonhos

A Mostra Internacional de Cinema de São Paulo está de volta. De quinta-feira, 20, a 2 de novembro, serão exibidos quase 300 filmes, em mais de 20 espaços, desde as tradicionais salas do evento (CineSesc, Cinesala, Espaço Itaú, Caixa Belas Artes, entre outras) aos circuitos da Spcine e áreas externas, como o vão livre do Masp e o Auditório Ibirapuera (estes, com sessões gratuitas).

O homenageado desta 40ª edição da Mostra é o diretor italiano Marco Bellocchio, que vem apresentar o recente Belos Sonhos (Fai Bei Sogni). Além dele, o polonês Andrzej Wajda — ele viria receber o Prêmio Humanidade se não tivesse nos deixado, no último dia 9 — , o ator Antonio Pitanga e o cineasta William Friedkin serão condecorados nesta edição.

Destaques
Dentre os destaques da programação deste ano, estão as exibições do clássico Persona, de Ingmar Bergman. O filme comemora 50 anos e, para celebrá-lo, a Mostra também traz a exposição Behind the Mask, que sai pela primeira vez da Suécia. A exibição já está em cartaz no Itaú Cultural desde o dia 15, e vai até o dia 6 de novembro. Fotos de bastidores, cartazes, objetos da produção, painéis interativos e videoinstalações recompõem a história do filme, um dos mais celebrados do diretor sueco.

Cena de Cinema Novo

Dentre os filmes premiados recentemente em festivais, a mostra traz Cinema Novo, de Eryk Rocha, vencedor do prêmio de Olho de Ouro (melhor documentário) em Cannes. O longa, dirigido pelo filho de Glauber, trata do movimento que mudou a história do cinema. O Nascimento de Uma Nação, de Nate Parker, trata de um movimento em 1831 para a libertação dos afro-americanos na Virgínia, e foi vencedor Grande Prêmio do Júri da seção filmes americanos no Festival de Sundance. Já o novo longa do diretor bósnio Danis Tanović, Morte em Sarajevo, foi vencedor do Grande Prêmio do Júri e do Prêmio da Crítica no Festival de Berlim.

Os novos longas de Jean-Pierre Dardenne e Luc Dardenne (A Garota Desconhecida), Paul Verhoeven (Elle) e Paul Vecchial (O Ignorante), da seleção oficial de Cannes deste ano, também estão na programação.

Pitanga

Pitanga, dirigido por Beto Brant e Camila Pitanga, investiga o percurso estético, político e existencial do ator Antonio Pitanga, um dos homenageados pela Mostra. E Wróblewski Segundo Wajda é uma homenagem de Andrzej Wajda ao pintor (e seu amigo) Andrzej Wróblewski.

Deixa na Régua

Vale ficar de olho, também nas mais de 50 produções nacionais como Era o Hotel Cambridge, de Eliane Caffé, que trata da ocupação de refugiados no centro de São Paulo, e Deixa na Régua, de Emílio Domingos (diretor de A Batalha do Passinho), que aborda o universo da estética das periferias a partir das barbearias. Martírio, de Vincent Carelli, trata da obstinada insurgência dos índios guarani-kaiowá para a recuperação de suas terras sagradas no estado do Mato Grosso do Sul. O filme foi vencedor do Prêmio Especial do Júri e do Júri Popular no Festival de Brasília.

Veja a programação completa de filmes, horários e salas no site da Mostra: http://40.mostra.org/br/home/.

Show your support

Clapping shows how much you appreciated Bravo!’s story.