Música de divã

Divulgação

Thomaz Panza é psicólogo há dez anos, mas não abandona a música. Aliás, ele leva muito do consultório para suas composições. O autoral O Curva, primeiro disco da sua carreira, mergulha em gêneros distintos e vastos, como bolero, samba e valsa. Panza compõe, canta e ainda leva nos braços seu violão de sete cordas.

Lá atrás, na concepção do trabalho, ele publicou um vídeo em que uma brincadeira (com fundo de verdade) ilustrava o que estava por vir: “imagina se meu terapeuta resolve fazer músicas com os meus dramas pessoais?”. O álbum, que pôde se tornar realidade após uma campanha de financiamento coletivo, tem recebido boas avaliações de críticos.

Panza reconhece como suas grandes influências artistas renomados como Dori Caymmi e Chico Buarque. “Compositores como ele são necessários para a renovação da música brasileira”, disse Dori, que inclusive participa da faixa Inaê. Panza assina todas as 12 composições do álbum, das quais duas em parceria.

Nesta quarta-feira, 14 de setembro, Thomaz Panza lança O Curva em um show na Casa de Francisca, um dos melhores endereços de São Paulo para todo mundo que curte e apoia música brasileira independente. Vale conferir as crônicas que ele foi buscar no divã.

One clap, two clap, three clap, forty?

By clapping more or less, you can signal to us which stories really stand out.