WME Awards homenageia Rita Lee e Helena Meirelles em sua 1ª edição

Júri composto apenas por mulheres elegeu as finalistas dentre 13 categorias. Só mulheres concorrem

Idealizadoras do Women's Music Event Awards: Claudia Assef, Fatima Pissarra e Monique Dardene

Em março deste ano, o Women's Music Event reuniu mais de 60 profissionais mulheres do mercado da música em São Paulo para discutir como acelerar o processo da inclusão de mulheres no mercado da música. Agora, um braço disso é o Women’s Music Event Awards, prêmio que contemplará apenas mulheres dentre cantoras, DJs, videoclipes, jornalistas musicais, produtoras musicais, empreendedoras e outros mais.

O Women’s Music Event Awards acontece no dia 28 de novembro em São Paulo e terá transmissão ao vivo nos canais da VEVO Brasil. Para selecionar 5 mulheres em cada categoria, 125 profissionais, também todas mulheres, votaram através de uma ferramenta anônima nas 13 categorias, que estão divididas entre voto popular e voto técnico. As vencedoras serão decididas por votos abertos na internet, no caso das categorias populares, e pela mesma comissão que nomeou as finalistas no caso do voto técnico.

A premiação é inédita no Brasil e tem estrutura similar ao Women In Music, da Billboard, que acontece na Inglaterra desde 2007. Para uma das idealizadoras do evento, a jornalista e DJ Claudia Assef, "sem o reconhecimento do mérito, do bom trabalho que essas mulheres executam, fica mais difícil de enxergar que existe um espaço para a entrada de novas protagonistas". "É uma grande sacanagem o mindset que guia a indústria musical há muitos anos, segundo o qual a mulher tem que ser aquela crooner gostosa, que canta e dança, usa roupas sensuais, é amável e dócil. É uma lista imensa de estereótipos que há anos são impostos às mulheres que entram e também sobre aquelas que persistem nesse mercado", lembra.

BadSista, Cashu, Katia Lund, Letrux, Gabi Jacob e Badi Assad são algumas das finalistas

A paulistana Rita Lee e a violeira sul-mato-grossense Helena Meirelles serão homenageadas. Enquanto uma é a "unanimidade inteligente" do Brasil, Meirelles não chegou a ser tão conhecida no Brasil, diz Assef. A violeira só foi descoberta na terceira idade, analfabeta, quando eleita uma das 100 melhores guitarristas do mundo pela revista Guitar Player em 1993.

Meirelles nasceu em 1924 em Bataguassu, cidadezinha do Mato Grosso do Sul, e tocou violão durante toda a vida. Ela só foi se tornar mais conhecida já na década de 1990, depois de ter sumido por mais de 30 anos e ter sido resgatada por uma irmã. Dois documentários contam sua história: Helena Meirelles — A Dama da Viola, de Francisco de Paula e Dona Helena, de Dainara Toffoli.

Veja todas as categorias do Women’s Music Event Awards:

Voto popular

Melhor álbum: “Bixa” (As Bahias e a Cozinha Mineira), “Em Noite de Climão” (Letrux), “Vem” (Mallu Magalhães), “Eletrocardiograma” (Flora Matos) e “Território Conquistado”, Larissa Luz.

Melhor Cantora: Elza Soares, Marília Mendonça, Anitta, Juçara Marçal e Karol Conka.

Melhor DJ: ANNA, Cashu, Cinara, Groove Delight e Badsista.

Melhor Videoclipe: “Lalá” (Karol Conka), “Lesbigay” (Aíla), “Cheguei” (Ludmilla), “Sua Cara” (Major Lazer feat Anitta e Pabllo Vittar) e “Na Pele” (Elza Soares & Pitty).

Revelação do Ano: Luiza Lian, Xenia França, Anavitória, Iza e Linn da Quebrada.

Melhor Música: “Loka” (Simone e Simaria ft. Anitta), “Lalá” (Karol Conka), “Paradinha” (Anitta), “Você Não Presta” (Mallu Magalhães) e “Fica” (Anavitória ft. Matheus & Kauan).

Júri técnico

Diretora de Videoclipe: Vera Egito, Camila Cornelsen, Gabi Jacob, Katia Lund e Paula Gaitan.

Empreendedora Musical: Fabiana Batistela (SIM São Paulo), Anitta, Eliane Dias (Boogie Naipe/Racionais MCs), Ana Garcia (Coquetel Molotov) e Tiê.

Instrumentista: Mahmund, Larissa Conforto, Anna Tréa, Lan Lanh e Badi Assad.

Jornalista Musical: Claudia Assef, Roberta Martinelli, Patricia Palumbo, Gaia Passarelli e Debora Pill.

Produtora Musical: Mahmundi, Érica Alves, Badsista, Letrux e ANNA.

Radialista: Roberta Martinelli, Patricia Palumbo, Debora Pill, Fabiane Pereira e Sandra Carraro.

Melhor Show: Elza Soares (A Mulher do Fim do Mundo), Marília Mendonça (Raridade), Tássia Reis (Outra Esfera), Karol Conka e Ivete Sangalo (Rock in Rio 2017).

One clap, two clap, three clap, forty?

By clapping more or less, you can signal to us which stories really stand out.