O futuro das transmissões no Brasil

A união dos rivais do Paraná foi essencial para quebrar uma barreira e ficar na história do futebol (Créditos: Jason Silva)

Cada dia que passa, a grade das emissoras de televisão no Brasil ficam mais concorridas. No cenário esportivo, muitos eventos acabam sendo esquecidos, deixando um vazio enorme. A solução para preencher esse vazio é a internet, através das transmissões onlines.

Até o esporte mais popular do nosso país, o futebol, vem utilizando essa nova maneira de exibição. O caso mais famoso aconteceu no clássico “Atletiba”, além de alguns amistosos da seleção brasileira.

Nos esportes com menos destaque na mídia tradicional, caso do basquete, a situação é completamente diferente. Os clubes e a liga nacional atuam como parceiros e buscam a maior visualização do esporte. Uma parceria com o Facebook foi extremamente importante, com cada vez mais pessoas acompanhando as partidas online.

A revolução do “Atletiba”

No último Campeonato Paranaense, os dois maiores clubes do estado não fecharam contrato de transmissão com nenhuma emissora de televisão. As equipes classificaram as propostas recebidas como “absurdas”.

Como os outros clubes fecharam acordos com a TV, o único jogo não transmitido seria justamente o que mais atrai a atenção do público. Os dois times então se reuniram e resolveram fazer uma transmissão independente, via YouTube.

O dia 19 de fevereiro de 2017 tinha tudo para entrar na história como o ponto inicial de uma mudança, mas acabou demorando um pouco mais. Com tudo pronto para o início da partida, a equipe de arbitragem recebeu ordens para não começar o jogo, até a retirada das câmeras responsáveis pela partida. Os dirigentes de ambas as equipes fizeram de tudo, mas a partida foi cancelada.

Mas no dia 02 de março, nenhum empecilho foi capaz de derrubar o clássico. A “quarta-feira de cinzas” foi marcada pela partida exibida de forma gratuita pelo YouTube, com divulgação dos perfis oficiais dos dois times no Facebook. E os números foram excelentes, com mais de 8 milhões de pessoas alcançadas.

#NBBnaWeb apresenta números recordes

Equipe de transmissão fixa foi uma novidade do #NBBnaWeb (CRÉDITOS: DIVULGAÇÃO)

A Liga Nacional de Basquete é uma das pioneiras no quesito transmissão via web no Brasil. A primeira exibição foi em março de 2014 e a partir daí os jogos onlines não pararam mais. Até uma equipe formada por repórteres, narradores e comentaristas foi formada para alavancar o projeto.

Na última edição do Novo Basquete Brasil (NBB), os números aumentaram consideravelmente. A parceria com o Facebook permitiu que dois jogos por semana fossem transmitidos, fora as partidas na TV. E para melhorar, na fase final da competição todas as partidas tiveram transmissão, na TV ou web, com até 5 jogos exibidos em uma semana.

A partida com maior número de espectadores únicos foi entre Flamengo x Pinheiros, com 194 mil.

“Desde o início do projeto #NBBnaWeb sempre focamos em proporcionar aos fãs uma transmissão de muita qualidade. E nesta temporada, através da parceria com o Facebook, aumentamos o engajamento com os fãs e as nossas transmissões foram enriquecidas”, destacou o gerente de comunicação da LNB, Guilherme Buso.