apenas me abrace.

É estranho pensar que o fim de um relacionamento pode chegar à qualquer momento, e não estou falando sobre o fim anunciado, aquele que você vai sentindo aos poucos e que por apego não se vai antes dele te destruir.

Não, estou falando de um fim esperado porém imprevisível. Confuso, eu sei. Eu sinto que, por mais que eu queira que tudo dure para sempre, eu sei que lá no fundo não existe pra sempre, afinal, não vivemos num conto de fadas da Disney.

Eu sei que num dia comum você vai embora. Talvez não porque você queira ir, mas você vai, sem mais nem menos. Eu posso pensar em milhares de maneiras de você ir embora.

Você pode morrer. Trágico, eu sei. Mas a minha mente sempre foi trágica e você sabia disso quando me conheceu. Você pode morrer do coração ou ser atropelado no trânsito louco da grande metrópole, você pode ter um ataque de pânico a qualquer momento e não ter ninguém por perto pra te acalmar e isso te causar uma parada cardio respiratória e você morrer sozinho. Você pode sentir tanta angústia e desespero e não conseguir me encontrar pra te dizer que vai ficar tudo bem e acabar se matando.

Você pode morrer de tantas maneiras e todas elas me doem muito. Porque eu já tentei imaginar como seria acordar neste mundo e saber que nunca mais vou ouvir sua voz. Acordar e não ter você ao meu lado pra me dar um beijo de bom dia seguido de um abraço que não me deixa sair da cama.

Mas você também pode ir embora estando vivo. Loucura dizer isso, mas eu já imaginei tantos motivos pra você ir embora, tantos empecilhos que poderiam te impedir de viver ao meu lado, e todos eles doem. Imagino diálogos no estilo novela mexicana, com sua família se metendo ou mesmo alguma amiga que sempre te amou e agora decidiu que vai enfrentar tudo pra ficar com você.

Você também pode acordar um belo dia, olhar pro meu rosto amassado do travesseiro e decidir que não quer mais, que nunca foi feliz, ou que conheceu alguém mais interessante ou mais bonita, ou mais alegre (eu sei que nunca fui uma pessoa alegre), e ir embora. Arrumar suas coisas e partir sem dizer nada. E eu acordaria e ficaria sem entender pelo resto da vida, porque tentaria te achar mas você não deixaria nenhum rastro, como se nunca tivesse existido.

Minha mente vai se inundando com tantos pensamentos sobre o dia que você vai embora, e de repente você aparece pra me puxar antes que eu me afogue.

Quando lembro que o seu sorriso é o mais lindo que eu já vi eu vou me tranquilizando, quando vejo seus olhos tão apaixonados me olhando como se enxergasse algo que nem eu mesma enxergo eu vou respirando com mais calma.

Quando seu abraço me conforta, e suas mãos enxugam minhas lágrimas quase rotineiras meu coração para e minha mente silencia por completo. Nesse momento eu entendo porque continuo aqui tendo a certeza de que um dia você vai embora.