Apertos e apertos

Saudade e abraço são coisas
que guardam oposição,
a um tempo mesmo coesas
envolta de sensação.

Saudade aperta no peito,
crescendo igual a maré,
que vai-se e volta sem jeito
e afoga enquanto dá pé.

O abraço mata a saudade
do aperto que amassa a gente,
com força sem qual, bondade
que traz alívio contente.

Saudade aperta que dói.
Abraço aperta que mói.


Clique no ❤ e deixe o seu comentário. Se quiser mais privacidade, nos mande um e-mail para rsubjetiva@gmail.com

Segue a gente no Facebook|Twitter|Instagram.

Temos um grupo para nossos leitores e autores, entre aqui.

Receba textos exclusivos e 1 e-mail por semana com tudo que rolou clicando aqui e se inscrevendo na nossa newsletter.