Eu não tenho duas

Guilherme Aniceto
Oct 16 · 1 min read
(Foto: Luke Michael)

Eu não tenho duas almas
para salvar uma delas
e deixar a outra se perder.

Pretendo viver com vontade,
comer a fruta diretamente do pé
sem parar para analisar defeitos
e sem procurar água potável para lavar.

O corpo produzirá os anticorpos
de que eventualmente precise.

Eu não tenho duas consciências,
uma limpa e cristalina
e um depósito de crimes inafiançáveis.

Pretendo errar sem ter medo,
descobrir que a fruta estava verde
ou podre ou que era alimento de bicho
depois da primeira mordida.

Ainda posso escolher engolir
ou cuspir o que me faz mal.

Revista Subjetiva

Tudo aquilo que você não encontra na grande mídia.

Guilherme Aniceto

Written by

Poeta, pai de gatos e cachorros, marido de marido, filho só da mãe.

Revista Subjetiva

Tudo aquilo que você não encontra na grande mídia.

Welcome to a place where words matter. On Medium, smart voices and original ideas take center stage - with no ads in sight. Watch
Follow all the topics you care about, and we’ll deliver the best stories for you to your homepage and inbox. Explore
Get unlimited access to the best stories on Medium — and support writers while you’re at it. Just $5/month. Upgrade