Douglas Malûngu
Aug 12 · 1 min read

As pegadas das pessoas que andam juntas nunca se apagam.

Provérbio Africano

Filme “Po di Sangui” (1996)

Passo a passo
Os passos seguem em passadas longas
Longe é o passado de onde vem nossos passos

Passo a passo
As pegadas que se pisa com atenção à sombra
Bem no encalço dos antepassados, segue o passo

Passo a passo
Caminhando altivo, os rastros fixos nesse chão
Falam de tempos, feitos, falam sobre fogo e aço

Passo a passo
Das Savanas aos Saaras, a terra é vasta
E de pastos e escravos quiseram reduzir um espaço

Passo a passo
A casa do grande rei está aguardando o Sol
Já faz tempo demais que o nosso solo está ressecado

Passo a passo
Bem devagar sem grandes percalços
Fecundamos nosso barro com o sêmen de nosso sangue

Passo a passo
Não mais que outro passo — em um só estalo
E o palácio de misérias se esfacela sobre nós

Passo a passo
Antes do fardo, o fato de estar na fileira de batalha
Não nos deixa imóveis - mas energizados

Passo a passo
Passo após outro passo, às vezes salto
Para não parar no meio da avalanche

Passo a passo
Do continente à diáspora, depois do túmulo
Nossos passos se apagarão — serão ancestrais

revistaokoto

Espaço de divulgação para os textos e reflexões do Kilûmbu Òkòtó

Douglas Malûngu

Written by

“Branco Sai. Preto fica.”

revistaokoto

Espaço de divulgação para os textos e reflexões do Kilûmbu Òkòtó

Welcome to a place where words matter. On Medium, smart voices and original ideas take center stage - with no ads in sight. Watch
Follow all the topics you care about, and we’ll deliver the best stories for you to your homepage and inbox. Explore
Get unlimited access to the best stories on Medium — and support writers while you’re at it. Just $5/month. Upgrade