Editorial

Abril. O quarto mês do ano. É nesse clima de fim de carnaval, fim de verão e fim do mundo (por que não?) que sai a primeira edição da revista Quatro, a primeira de muitas, não só de quatro.

A revista surgiu de um trabalho acadêmico, mas, além disso, do desejo de fazer jornalismo cultural aprofundado, aproximando-se do cenário underground e se distanciando do radar publicitário que se tornou padrão no gênero. O projeto gráfico clean e refinado, prioriza o conteúdo e proporciona uma experiência singular de leitura.

Assinada por oito pessoas, que trabalham por quarenta, a revista sai do interior paulista em direção aos quatro cantos do Brasil buscando o que acontece de mais interessante no cenário nacional. Estamos interessados em trazer tudo aquilo que é ou ainda vai ser tendência, aquilo que ainda ninguém viu.

Assim, o começo do outono, que, contrariando um hit nacional da década de 90, não é sempre igual, marca nossa primeira edição, de periodicidade sazonal. Cada publicação é influenciada por uma das estações, em cores e conteúdo, trazendo material seleto a cada obra.

Passando por arquitetura, música, fotografia, moda, quadrinhos, literatura e video games em uma curadoria apurada, a Quatro propõe o jornalismo como objeto colecionável. Uma proposta ambiciosa, mas que define nosso espírito neste projeto. Boa leitura (e que venha o inverno)!