Teste de RGB nativo nos diferentes modelos de Mega Drive e Sega Genesis [Versão em português]

Fabio Michelin
Jun 26, 2017 · 11 min read

[English version here]
Antes de mais nada, queria dizer que desde criança sou fã da Sega, e o Mega Drive sendo sua maior estrela, sempre ocupou um grande lugar no meu coração, de longe meu console favorito.

Há uns 5 ou 6 anos, comecei a colecionar alguns games, o que me despertou o interesse de jogar novamente nos consoles originais, e eventualmente a pesquisa sobre a melhor maneira de ligar os consoles às TVs modernas. Hoje, estou no aguardo do meu OSSC, e, enquanto isso, uso um conversor de SCART RGB para vídeo componente, assim como muita gente por aí. O resultado é bem melhor do que ligar o console direto no AV da TV, mas ainda está longe de ser o ideal para quem busca o máximo que os nossos velhos amigos consoles podem oferecer.

Uma coisa que me incomoda muito aqui no meu setup são as jail bars, que aparecem no Mega Drive quando há certas cores sólidas na tela. Pra quem não sabe, jail bars são listras, como uma grade sobre a tela, e especialmente no Mega são bem visíveis, causadas por interferências que ocorrem na própria placa do console. No meu setup, como a placa conversora de RGB para componente não tem o aterramento perfeito, o defeito fica mais visível ainda, e incomoda um pouco.

Outro fato conhecido: as jail bars são mais proeminentes em alguns modelos do Mega Drive, ou seja, há revisões de placa que atenuam um pouco o efeito, deixando a imagem mais agradável. Na busca do Mega Drive com a melhor saída RGB possível, reuni vários modelos do console e levei até a casa do mestre Fabio Santana para testes no seu setup Master Race!

No testes usamos:
- Mega Drive 1 japonês
- Mega Drive 2 japonês
- Genesis USA Modelo 1 High-Definition Graphics
- Genesis USA Modelo 1, mais recente, sem o logo High-Definition Graphics
- Genesis USA Modelo 1 com mod que desliga pino 6 do encoder de vídeo
- Mega Drive III Tec Toy
- CDX Tec Toy
- Sega 32X USA
- Mega Jet
- X’Eye da JVC (console raro fabricado pela JVC, versão americana do japonês Wondermega — embora o japonês não dê saída RGB nativamente, enquanto o X’Eye, sim)

Equipamentos de vídeo:
- Upscaler XRGB-mini Framemeister (usando em todos os testes o perfil criado pelo FirebrandX para o Mega Drive/Genesis com resolução x4 e saída em 1080p)
- Placa de captura Elgato Game Capture HD60
- Jogos testados: Sonic the Hedgehog 3, Castlevania Bloodlines, Rocket Knight Adventures
- Ferramenta de calibração: 240p Test Suite
- Todos os consoles foram ligados com cabos SCART RGB com CSYNC da RetroGamingCables.co.uk diretamente ao upscaler para evitar interferências de outros dispositivos no meio do caminho
- As telas foram capturadas em PNG, sem compressão. Abaixo foram embutidos vídeos do YouTube, mas mesmo em resolução 1080p60, o serviço aplica bastante compressão, comprometendo um pouco o resultado. No fim do artigo há links para baixar as telas em PNG e os arquivos de vídeo puros como foram capturados.

Resultados

Mega Drive 1 japonês

Notoriamente, os consoles japoneses têm o problema mais explícito com jail bars quando comparados aos consoles americanos, e este modelo em particular deixou bem claro isso. O modelo 1 japonês se mostrou o pior de todos os testados em termos de qualidade da saída RGB, assumindo assim o trono da interferência, o rei das jail bars. Agora, no som (seguindo o padrão dos primeiros modelos), é uma ótima opção.

Sonic the Hedgehog 1 rodando no Mega Drive 1 japonês (assista em 1080p60 em tela inteira)

Mega Drive 2 japonês

Como mencionamos, os modelos japoneses são os que têm maior problema com jail bars. Este modelo 2 japonês também mostrou jail bars aparentes, e, além disso, bastante interferência nas cores, o que ficou bem visível no 240p Test Suite. E traz o bônus de ter a pior qualidade de som dos Megas que testamos.

Sonic the Hedgehog 1 rodando no Mega Drive 2 japonês (assista em 1080p60 em tela inteira)
Mega Drive 1 japonês X Mega Drive 2 japonês (mova a divisória para comparar)

Genesis USA Modelo 1 High-Definition Graphics

Modelo conhecido por ter o melhor som! Nos testes, se mostrou bem capaz: as jail bars são visíveis, mas nem de longe como no Mega Drive 1 ou 2 japoneses, e a interferência nas cores existe, mas é pouco visível. O som é ótimo, ficando entre os melhores desta rodada de testes.

Sonic the Hedgehog 1 rodando no Genesis 1 High-Definition Graphics com áudio estéreo da saída de fone de ouvido (assista em 1080p60 em tela inteira)
Mega Drive 1 japonês X Genesis 1 High-Definition Graphics (mova a divisória para comparar)

Genesis USA Modelo 1 (mais recente, sem o logo High-Definition Graphics)

Foi a primeira surpresa nos testes. Como era um modelo que já usei como principal no meu setup, tinha a impressão que as jail bars eram mais visíveis, porém, nos testes a diferença dele para o modelo High-Definition Graphics foi praticamente imperceptível! O som, por mais estranho que pareça, também não mostrou diferença!

Sonic the Hedgehog 1 rodando no Genesis 1 sem High-Definition Graphics com áudio estéreo da saída de fone de ouvido (assista em 1080p60 em tela inteira)
Genesis 1 High-Definition Graphics X Genesis 1 sem High-Definition Graphics (mova a divisória para comparar)

Genesis modelo 1 com mod no encoder de vídeo

Pegamos o console anterior e fizemos um mod que vimos pela internet, no qual é desabilitado o sinal de vídeo composto do console direto no chip de vídeo. Houve uma melhora no sinal RGB, e o som também ficou mais limpo, sem o chiado nas telas claras que o mesmo console apresentava antes do mod. Na minha opinião, uma opção válida para quem não se importa de perder a imagem pelo cabo composto.

Sonic the Hedgehog 1 rodando no Genesis 1 com mod no encoder de vídeo e com áudio estéreo da saída de fone de ouvido (assista em 1080p60 em tela inteira)
Genesis 1 sem High-Definition Graphics X O mesmo Genesis 1 com mod no encoder de vídeo (mova a divisória para comparar)

Mega Drive III da Tec Toy

Outra surpresa nos testes! O console nos deixou boquiabertos! A imagem é superlimpa, sem nada de jail bars, com cores bem definidas e crocância no talo! Praticamente no mesmo nível que vimos no X’Eye (mais abaixo), mas num console que custa uma fração do preço. Infelizmente, o som é sofrível, ficando no padrão já esperado, mas a imagem é tão boa que vamos investir em um mod para esse modelo que consiste em construir um circuito de som, e aí veremos como ficará.

Sonic the Hedgehog 1 rodando no Mega Drive III da Tec Toy (assista em 1080p60 em tela inteira)
Genesis 1 High-Definition Graphics X Mega Drive III da Tec Toy (mova a divisória para comparar)

CDX Tec Toy

Mais uma grata surpresa dos testes! Estávamos esperando resultados praticamente iguais ao Mega Drive 2 neste aparelho, mas… que imagem! Praticamente sem jail bars e com mínima interferência (o modelo que testamos ainda estava sem uma manta de cobre que fica originalmente sobre a placa protegendo o circuito de interferências, então o pouco de interferência nas imagens deste CDX pode nem aparecer num console com a manta). Realmente absurda a qualidade, ficando próximo dos primeiros colocados nos nossos testes, perdendo apenas um pouco na reprodução de cores e crocância (nitidez) para os melhores colocados. Infelizmente, o som é o terceiro pior que testamos, ficando na frente somente do Mega Drive 2 japonês e Mega Drive III da Tec Toy.

Sonic the Hedgehog 1 rodando no CDX da Tec Toy (assista em 1080p60 em tela inteira)
Mega Drive III da Tec Toy X CDX da Tec Toy (mova a divisória para comparar)

Sega 32X USA

Confirmando os rumores, o conversor de vídeo do 32X realmente melhora a imagem gerada pelo Mega Drive. Diminuiu muito a visualização de jail bars, aumentou um pouco a nitidez e melhorou a separação de cores, porém, aumentou um pouco a interferência e ruídos em algumas cores, mas nada que tire seus méritos e sua boa colocação no nosso ranking! O som não tivemos a chance de testar, provavelmente não altera a qualidade do Mega que está sendo usado como base.

CDX da Tec Toy X 32X americano (mova a divisória para comparar)

Mega Jet

Modelo que a Sega lançou no Japão e vendeu para empresas aéreas, praticamente um portátil sem tela. A versão que testamos foi a lançada comercialmente para o público geral. O resultado foi muito positivo: imagem muito boa, zero jail bars, cores ótimas e definição excelente, quase no nível do X’Eye. O som também é ótimo, no nível dos consoles modelo 1. Pena que o console é raro e caro, e também sua natureza pseudo-portátil impossibilita o uso do Sega CD e 32X, deixando uma opção quase impraticável para o dia-a-dia.

Sonic the Hedgehog 1 rodando no japonês Mega Jet (assista em 1080p60 em tela inteira)
CDX da Tec Toy X Mega Jet (mova a divisória para comparar)

X’Eye da JVC

Como já esperado, foi o grande campeão da rodada de testes, apresentando uma imagem impressionante! ZERO jail bars, cores bem definidas, pixels extremamente crocantes, um grande salto de qualidade de imagem no geral. De lambuja, também tem o melhor som, tons mais definidos e nítidos, ótimos graves.

Sonic the Hedgehog 1 rodando no X’Eye (assista em 1080p60 em tela inteira)
Mega Drive III da Tec Toy X X’Eye da JVC (mova a divisória para comparar)

Bônus: low-pass filter via seletor

Também testamos o Mega Drive 2 japonês ligado ao Framemeister através do seletor gscartsw, que aplica um low-pass filter na imagem. O visual fica mais agradável, as jail bars, menos visíveis, porém ocorre uma pequena perda de nitidez, mas na nossa opinião vale muito a pena para usar com o Mega e obter uma imagem mais limpa. Funciona com qualquer console que dê saída via SCART RGB. Há outros seletores SCART que também adicionam um low-pass filter, como o modelo automático da Bandridge, que adiciona um filtro mais agressivo, mas deixa a imagem mais embaçada.

Mega Drive 2 japonês X Mega Drive 2 japonês + gscartsw com low-pass filter (mova a divisória para comparar)

Ranking de qualidade RGB do teste

1) X’Eye da JVC
2) Mega Jet
3) Mega Drive III da Tec Toy
4) CDX Tec Toy (testamos o da Tec Toy, mas qualquer CDX se aplicaria aqui)
5) 32X

Esperamos que as informações sirvam na hora de você escolher o console de uso. DEIXANDO CLARO QUE ESSES RESULTADOS FORAM ALCANÇADOS NUM SETUP TOP DE LINHA, e claro que até mesmo diferentes unidades de um mesmo modelo do console podem gerar resultados diferentes. Além disso, a avaliação aqui foi subjetiva, a partir de observações e comparações usando a própria tela da TV e as telas capturadas. Para quem não é exigente a ponto de buscar os modelos mais caros, pode ir de Sega Genesis Modelo 1 ou Mega Drive III na fé e terá bons resultados também!!!

Gostaríamos de agradecer ao amigo Pedro Pereira Neto, que nos cedeu para testes os modelos mais raros, Mega Jet e X’Eye. Muito obrigado!!!

P.S.: Nota do Fabio Santana: “QUERO UM X’EYE!!!!!”

Links para baixar as telas e vídeos puros

Capturas de telas em PNG: Google Drive
Os vídeos puros zipados (sem a compressão do YouTube): Google Drive

Saiba mais

Interessou-se pelo assunto e quer saber mais? Participe do nosso grupo no Facebook com mais informações, notícias e discussões sobre jogos retrô e como deixá-los mais bonitos com equipamentos atuais: RGB Inside: Retro RGB Club

RGB Inside

Para amantes de retro games e entusiastas do pixel perfeito. For retro gaming lovers and perfect pixel enthusiasts.

Fabio Michelin

Written by

Fanático por games, moder GamesCare, redator, perseguidor da crocância!

RGB Inside

Para amantes de retro games e entusiastas do pixel perfeito. For retro gaming lovers and perfect pixel enthusiasts.

Welcome to a place where words matter. On Medium, smart voices and original ideas take center stage - with no ads in sight. Watch
Follow all the topics you care about, and we’ll deliver the best stories for you to your homepage and inbox. Explore
Get unlimited access to the best stories on Medium — and support writers while you’re at it. Just $5/month. Upgrade