SGDQ2017 chega ao fim após arrecadar mais de $1.75 milhões de dólares

Depois de uma semana streamando os mais diversos jogos, a maratona de speedrunning mais famosa do mundo chegou ao fim na manhã desse domingo.

Para quem não conhece, SGDQ é um dos maiores eventos de speedrunning para a caridade no mundo, perdendo apenas para seu irmão, AGDQ, evento que deu origem à versão de verão. Eles acontecem duas vezes ao ano e mostram os melhores do ramo, sempre arrecadando por uma boa causa e rendendo alguns milhões de dólares a cada edição. Dessa vez, o evento foi em benefício dos Médicos Sem Fronteiras.

Esse ano, 142 jogos foram destruídos durante a última semana, ultrapassando a marca de 200 mil espectadores assistindo simultaneamente via Twitch.

Mas há um detalhe que talvez somente os mais fanáticos pelo evento perceberam: $1.75 milhões de dólares é um valor bem alto, mas está longe de superar a marca dos $2.2 milhões arrecadados na última edição do AGDQ. É a primeira vez desde 2015 que a arrecadação anterior não é superada durante o novo evento.

Cinco maratonas SGDQ2017 que merecem destaque

Final Fantasy VII

A maratona mais longa da edição fica com o quinto lugar, trazendo um nível de dificuldade já conhecido pelos fãs da franquia. Existem tantas possibilidades dentro do jogo que o speedrun, mesmo feito com maestria, durou quase oito horas.

Kingdom Hearts II

Amado por muitos, odiado por alguns diante da complexidade dentro do jogo, Kingdom Hearts II veio para mostrar que mesmo os speedrunners mais velhos não resistem à magia das músicas Disney.

Super Metroid

Não dá para falar de clássicos e não mencionar Super Metroid. A versão de SNES foi destruída em pouco mais de cinquenta minutos.

The Legend of Zelda: A Link to the Past

Diante de tantos jogos incríveis, é difícil escolher um top5, mas sem dúvida alguma A Link to the Past merece estar nessa lista, título que marcou a infância de muita gente.

Dark Souls 3

Parece impossível zerar Dark Souls 3 em menos de 1h30; mas ThorW mostrou que é possível. Sem dúvida, foi um dos maiores destaques dessa edição.

Bônus: Crash Bandicoot

Diante do recente lançamento para PS4, é impossível não mencionar Crash — não o remake (N. Sane Trilogy), mas o clássico de 1996. O gameplay é relativamente curto, mas merece destaque pelo nível de dificuldade.

Agora nos resta esperar pela AGDQ 2018, que está agendada para janeiro do próximo ano, ainda sem local definido.

Show your support

Clapping shows how much you appreciated Renata Marcon’s story.