O futuro por Dona Marlene

Antes de mais nada: Isso é uma história de amor (ou não) em cinco rápidos parágrafos. São, quase sempre, casos verídicos alterados de forma sutil para servir à proposta do blog. Os personagens e os ambientes são ou podem ser fictícios.

*****

Larissa queria encontrar um grande amor para passar o resto de sua vida. Aos 28 anos, estava resignada e só teve decepções românticas, passando por homens canalhas, pela sua obsessão em estar em um relacionamento e também por ver todas as suas amigas casando e formando família.

A forma que ela achou para resolver o desespero tinha nome e número: Dona Marlene, cartomante, que atendia no 9234–8999. Marcou consulta e se arrumou toda para saber o que o destino lhe reservava. Em alguns minutos sentada à mesa, recebeu a previsão: um moreno alto e forte entraria de vez no seu coração.

Assim que saiu da cabana de Dona Marlene, Larissa deu três passos e trombou com um moreno alto e forte chamado Paco. Nos braços do rapaz, ela notou que a profecia estava se cumprindo e logo o convidou para sair. Eles começaram nos dias seguintes o tão sonhado romance, mas Paco tinha um sério problema: não conseguia se envolver só com uma pessoa e quase sempre mentia descaradamente.

Em 10 anos, eles se separaram e reataram 999 vezes. A cada término, Larissa consultava Marlene e ouvia dela que devia voltar com o namorado, pois o destino havia de ser dessa maneira. Por mais que se incomodasse com a vida que levava ao lado de Paco, a moça permaneceu firme na crença de que se acertaria com ele e que teriam filhos.

Chegou o dia da 1000ª consulta com Dona Marlene. Larissa se recompôs como da primeira vez e saiu de casa. Chegando lá, a barraca estava vazia e uma mensagem dizia que a cartomante estava morta. Larissa nunca mais viu seu futuro em cartas. E nem Paco, que foi parar na cadeia dias depois.

FIM.

Show your support

Clapping shows how much you appreciated Felipe Portes’s story.