A origem sombria dos contos de fada

Descubra como eram essas histórias antes dos finais felizes e príncipes encantados

Os contos de fadas, comumente associados a um gênero literário infantil, são originalmente narrativas bem obscuras, destinadas à adultos. Na Idade Média, os contos eram uma tradição oral, quase como lendas que circulavam em comunidades, com a intenção de alertar a população sobre situações violentas.

Essas histórias passaram a ser documentadas entre os séculos 16 e 18, na França e na Alemanha. Entre as primeiras coletâneas estão as do escritor Charles Perreault — autor de clássicos como “Cinderela” e o “Pequeno Polegar”– e os irmãos Grimm, que escreveram “A Bela Adormecida”, “Chapeuzinho Vermelho” e “João e Maria”.

Pouco difundido, o lado obscuro dos contos de fadas — com passagens que descreviam cenas violentas, abandonos e até assassinatos — foi com o tempo desaparecendo das adaptações. As animações da Disney, por exemplo, que são uma releitura de contos clássicos, são destinadas ao público infantil e, por isso, o conteúdo tornou-se muito mais ameno e leve do que aquele presente em sua criação.

E o tal “final feliz” virou uma grande contradição nos contos de fadas. Na história original, escrita por Perreault, a Bela Adormecida não acorda com o beijo do príncipe. É abusada sexualmente por ele enquanto dorme e, após dar a luz à gêmeos, um dos seus filhos é quem a salva do sono profundo, ao sugar do seu dedo o veneno da roca — versão bem diferente da que você já ouviu, não é mesmo?

A Disney lançou, em 2014, uma variante da história de “A Bela Adormecida”, na qual a Malévola — fada supostamente má que amaldiçoa Aurora — é a personagem principal. Mas ainda que a produção tenha paisagens mais assustadoras e escurecidas, prevalece a ideia da luta do bem contra o mal.

Para descobrir mais curiosidades sobre o universo dos contos de fadas, suas origens, seus autores icônicos e também conhecer a história e a evolução das ilustrações de contos, que são parte essencial dessas narrativas, confira o curso online Contos de fadas: texto, imagem e seu lado sombrio, com a autora e ilustradora de livros Janaina Tokitaka.