Os bancos são inovadores no Brasil?

Saiba em que tipo de iniciativas eles estão investindo e tire as suas próprias conclusões

Quando o Nubank “explodiu” nas redes sociais, vários bancos tradicionais se viram ameaçados diante de tantas novidades e se viram forçados a inovar para manter seus clientes fiéis. Nascia um novo momento no processo de modernização das instituições, que passaram a reforçar cada vez mais o rótulo de digitais e diferenciadas — inclusive repaginando iniciativas antigas. Mas, é possível dizer com propriedade que os bancos são inovadores? Conheça alguns dos seus principais trunfos para manter o engajamento dos clientes e tire as suas próprias conclusões.

Itaú

O Itaú construiu ao longo do tempo uma imagem inovadora muito forte. As propagandas são convidativas e sempre buscam elevar a satisfação dos clientes. Entre as principais experiências implantadas, o atendimento a empresas pelo WhatsApp — lançado há menos de um mês — foi uma das mais relevantes.

A empresa também possui um aplicativo com mais de 630 mil avaliações acima de 4 estrelas na Google Play e participa de projetos como o Cubo, um espaço que conecta empreendedores, e o Cubo Digital, uma plataforma de serviços e ferramentas para startups.

Conheça o comando de voz, mais uma das inovações que o banco oferece:

Banco do Brasil

Também pressionada pelas fintechs (segmento formado por startups que apostam em processos tecnológicos para renovar serviços financeiros), a instituição criou recentemente o LABB (Laboratório Avançado do Banco do Brasil), instalado no Vale do Silício, na Califórnia. A instituição é a única grande bancária brasileira presente no local.

O BB também desafiou jovens a sugerirem inovações e criou uma maratona de programação de tecnologia entre os funcionários, que deu origem ao o Trato, um aplicativo de educação financeira para pais e filhos. Além disso, as plataformas digitais também estão sendo aprimoradas por meio dos aplicativos para celular.

Bradesco

Em junho deste ano, o Bradesco lançou seu primeiro banco 100% digital, chamado Next. O aplicativo, disponível para download, tem a proposta de gerenciar finanças, oferecer serviços de saque, cartão de débito e crédito, entre outras soluções que um banco tradicional disponibiliza.

A diferença entre o Next e concorrentes como o Nubank é a necessidade de escolher um pacote de serviços pago, com preços variáveis de R$19 a R$39, além de anuidade.

Santander

Enquanto alguns bancos se inspiram nesse movimento quase inteiramente digital, o Santander pensa nas agências do futuro. Trilhando o caminho inverso, a marca entende que o relacionamento presencial continuará tendo um papel importante na economia, ainda que feito de forma diferente.

Eles inauguraram, em Jundiaí (SP), uma agência diferenciada: sem porta giratória, com acesso à internet, com sofás e mesas para reunião e direcionadores inteligentes que simplificam a circulação dentro do local.

Além disso, o banco ganhou pela primeira vez o prêmio de melhor banco do país na 26ª edição do Euromoney Awards for Excellence, em 2017.

Caixa Econômica Federal

A Caixa entende que, quando o assunto é inovação, é preciso trabalhar em conjunto com startups, universidades e fornecedores. Pensando nisso, a instituição criou a Genov (Gerência Nacional de Inovação), que fica responsável por realizar oficinas de gerações de ideias.

Entre as experiências inovadoras de destaque do banco estão a criação de um aplicativo para crianças que estimula a educação financeira, além de iniciativas como a agência-barco, uma embarcação que realiza atendimentos em locais acessíveis somente por meios fluviais. Vale pontuar que a Caixa Econômica Federal saiu no ranking 2017 de marcas mais engajadoras, juntamente com Itaú e Bradesco.

DIGITAIS

Banco Original

O Banco Original é o primeiro 100% digital no Brasil, sendo essa a grande cartada da instituição. Por meio de um aplicativo para celular, o banco disponibiliza o gerenciamento de conta, transações ilimitadas, atendimentos diferenciados, cartões de crédito e débito e tudo que uma conta “presencial” proporciona.

Veja o depósito de cheque digital, uma das inovações que o banco oferece:

Nubank

O Nubank não é um banco, mas foi por causa dele que as instituições tradicionais correram para atualizar suas formas de fazer negócios e atender os clientes. A marca disponibiliza um cartão de crédito livre de anuidade ou tarifas válido em todo o mundo, com juros anuais baixos, e controlado por um aplicativo de celular.

Além disso, o Nubank disponibilizou meios de atendimento personalizado via app, o que trouxe muitos consumidores para a marca. O aplicativo foi destaque em 2015 e tem por objetivo promover experiências memoráveis aos seus clientes.

A marca disponibiliza no YouTube vídeos que tiram as dúvidas dos consumidores:

Neon

O Neon é um banco também 100% digital criado por jovens que cansaram de serviços de baixa qualidade e preços altos. A proposta é desafiadora: criar o melhor banco do mundo, sendo totalmente diferente, transparente, desenrolado, acessível (sem taxas abusivas) e pronto para resolver todos os problemas dos clientes via aplicativo. Isso atrai clientes que também estão cansados de filas em bancos e buscam praticidade. O ponto negativo é a indisponibilidade de um cartão de crédito — a única função possível é a de débito.

Com a praticidade que a tecnologia proporciona, o caminho que os bancos têm a seguir é somente um: continuar inovando. Mas e você, o que achou dessas inovações?

Gostou do conteúdo? Segue a gente no Facebook, no Instagram, no LinkedIn e no Twitter ;)

One clap, two clap, three clap, forty?

By clapping more or less, you can signal to us which stories really stand out.