A vida é um ponto de ônibus movimentado no final de um dia de serviço

Tem vez que é a conta de chegar no ponto e o ônibus passar. Outras que passa o ônibus de todo mundo menos o seu.

Passam uns ônibus que você se pergunta “quem é que vai pra essa droga de lugar?”. E passam uns que parecem festa open bar, que todo mundo quer entrar.

Existem raras ocasiões em que você tá longe do ponto mas o motorista dá uma forcinha e para. Aqueles dias maravilhosos, onde ele para exatamente na sua frente, e você se sente a musa do proletariado.

Mas na maior parte dos dias você esbarra é com aqueles motô sacanas, que passam do ponto e param láaaaaaa na frente, e esperam você correr atrás do ônibus pra fechar a porta na sua cara e sair desfilando lindamente.

Like what you read? Give Bruna Moreira a round of applause.

From a quick cheer to a standing ovation, clap to show how much you enjoyed this story.