Poemas

mar de medos

gostaria de meus olhos fechar

parar para imaginar,

como seria bom não se preocupar,

deitar e descansar,

apenas ouvindo o relaxante som do mar,

poder respirar mesmo sem ar,

pois tenho medo de me afogar,

medo de piscar e tudo acabar,

medo de meu esforço ir para o ar,

medo de alguém desapontar,

medo de me apaixonar,

medo de me alguém me matar,

medo, medo, medo,

meus medos me sufocam,

faça isso parar,

quero parar de chorar,

quero poder de respirar,

gostaria de abrir meus olhos e aqui não estar,

deixar tudo para trás e recomeçar,

sei que logo vai acontecer,

pois neste mar de medos é fácil se afogar.

Pessoas de vidro

pessoas são feitas de vidro,

frágeis e transparentes,

se alguém se quebrar,

você pode se afastar,

para não se cortar,

ou correr o risco e juntar os cacos,

e torcer para que esse vidro,

agora estilhaçado,

não te machuque.

uma expressão pode mostrar o que está sentindo,

pode saber se está mentindo,

mas você tem que tomar cuidado,

você pode estar errado,

o vidro pode estar embaçado.

ah, e não se esqueça,

sempre fique alerta,

pois o corte não se fecha.

grito

um grito preso em minha garganta não para de me sufocar,

quero berrar para o mundo inteiro escutar,

estou cansada,

me de um tempo para pensar,

estou cansada,

me deixe descansar,

estou cansada,

só quero deitar e chorar,

estou sobrecarregada,

será que se eu gritar todos no mundo iriam se calar?

hillary·
2 min
·
6 cards

Read “Poemas” on a larger screen, or in the Medium app!