Arremate

Debaixo de luz amarela, a poeira tenta levantar,
Fogueira queima alta no fundo do terreiro,
E preso a um fio, o balão tenta sair do lugar.
Na barraca de palha tem gente se beijando,
Tem gente clamando o fazedor de matrimônio.
Graças a ele, te arrematei no festejo,
- Flor no cabelo e meia até o joelho,
Peguei o sol com a mão no teu beijo.