Senai-RS apresenta soluções para a indústria

Durante a Movelsul 2016, realizada em Bento Gonçalves, alunos e professores do Serviço Nacional de Aprendizagem Industrial revelam projetos para a área de Saúde e Segurança do Trabalho na cadeia produtiva moveleira

Crédito: Dudu Leal

O Grand Prix Senai de Inovação, realizado no mês de março durante a Movelsul 2016, em Bento Gonçalves, teve como destaque ideias para a área de Saúde e Segurança do Trabalho. O projeto Cervical Wearable foi o vencedor. Uma fita adesiva com sensores que fica na coluna cervical do usuário e que monitora seus movimentos, podendo ser usada na área médica e nas indústrias, obteve o primeiro lugar entre os 15 projetos apresentados por três equipes. “Nossa intenção é a prevenção”, explica um dos integrantes da equipe, Ricardo Dal Piva (leia box no final da matéria). O segundo colocado foi a Jornada Segura, que afere se o funcionário está apto a trabalhar com máquina naquele dia, e o terceiro, o Óculos 4.0, que tem como objetivo identificar e controlar o uso do EPI na linha de produção. A máquina só opera se o trabalhador estiver com o equipamento.

Óculos 4.0, terceiro colocado / Crédito: Dudu

O objetivo do Grand Prix Senai de Inovação é mobilizar uma rede de inovação tecnológica aberta para receber, selecionar e conceber ideias, conceitos e protótipos — conceituais e funcionais –, pré-propostas de projetos e de propriedade intelectual de novos produtos, processos e tecnologias em apoio à competitividade da cadeia produtiva moveleira e à resolução de problemas da sociedade. Três equipes (escuderias) multidisciplinares, com sete participantes cada, tiveram cinco dias para encontrar soluções para um desafio determinado. Cada equipe (formada por um técnico e dois alunos do Senai, um representante de empresa, um professor de universidade, um designer e um estudante da universidade) apresentou cinco projetos buscando soluções para redução no consumo de energia, reuso da água, resíduos sólidos e segurança no trabalho.

A comissão de jurados foi formada por empresários, representantes do Serviço Nacional de Aprendizagem Industrial (Senai-RS), Universidade de Caxias do Sul (UCS) e o presidente do Sindicato das Indústrias do Mobiliário de Bento Gonçalves (Sindmóveis), Henrique Techio. “A inovação se mostra fundamental em um momento complexo como o que vivemos. Este ambiente que reúne alunos, professores e empresas é um estímulo importante e traz benefícios para toda a cadeia”, disse Techio.

Jornada Segura, o segundo colocado / Crédito: Dudu Leal

Para o diretor de Operações do Senai-RS, Sergio Moyses, o Grand Prix de Inovação “mostra que o Senai pode ser parceiro das indústrias”. Os três projetos vencedores estão pré-selecionados para a próxima edição do Edital Sesi Senai de Inovação.

Além das três ideias destacadas, foram apresentados os projetos Móveis Conect (conector de móveis de madeira), plataforma online de resíduos (para troca entre empresas), Banho Spray Box (um banho portátil, com 600ml de água), corta-fogo (detecta risco de incêndio e aciona sistema de segurança), corte de carcaça automatizada (sem contato físico), Intelishoes (sapato que monitora a carga usada pelo funcionário), EPI modelável (óculos, capacete e fone de ouvido), bebedor que não usa energia elétrica, empilhadeira inteligente e um aplicativo de celular que mostra a logística para descartar resíduos de forma correta.


CERVICAL WEREABLE

Cervical Wereable, primeiro colocado no Grand Prix / Crédito: Dudu Leal

A ideia vencedora do Grand Prix Senai de Inovação 2016 é uma faixa adesiva, colocada na coluna do trabalhador, com sensores que monitoram os movimentos durante um período estipulado. Essas informações são passadas para um aplicativo de celular que poderá ser acessado por um médico ou pela empresa. A intenção é prevenir, já que assim a postura poderá ser corrigida, evitando possíveis lesões.


Assista a matéria da TV FIERGS

One clap, two clap, three clap, forty?

By clapping more or less, you can signal to us which stories really stand out.